sexta-feira, 28 de maio de 2010

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Buscai o Reino

Na minha lista de blogs tem um blog que eu gosto de ler em especial, é o Buscai o Reino do Soli Limberg. Sempre com assuntos que chamam atenção e com abordagens diferentes de assuntos costumeiros cristãos. Semana passada eu li um post que me fez meditar durante todos esses dias... NA TORTURA, EM QUANTO TEMPO VOCÊ NEGARIA JESUS?


Ultimamente essa pergunta tem me levado a pensar sobre minha fé em Jesus. O quanto eu sou um verdadeiro cristão e o quanto Deus realmente faz a diferença em minha vida.
Na tortura, em quanto tempo você negaria Jesus?
Veja que nessa pergunta há apenas um questionamento: em QUANTO tempo eu negaria Jesus. Eu tenho certeza que em minhas fraquezas EU NEGARIA ELE. A questão é apenas: “em quanto tempo?”
Resolvi falar sobre mim, porque pelo que eu vejo, alguns cristãos/crentes são fortes demais ou orgulhosos o bastante para admitirem publicamente que NEGARIAM JESUS.
Pedro fez isso 3 vezes, eu faria com certeza. E tenho perguntado para meu Pai: “Senhor, quanto tempo eu aguentaria sofrer, ser humilhado, espancado por amor a ti? Quero suportar em amor o máximo possível, dá-me força, coragem e uma fé verdadeiramente forte e sólida em Ti.”
O Coliseu, (Anfiteatro Flaviano) no centro de Roma na Itália, hoje é um monumento da humanidade, mas para nós cristãos o Coliseu deveria ser uma lembrança da fé heróica e verdadeira de milhares de cristãos que foram levados ao martírio por Jesus.
Hoje, eu vejo alguns crentes dizerem: - Fui demitido do meu trabalho, isso é uma perseguição. Estou sendo perseguido entre os meus amigos porque sou crente.... entre outras coisas que sabemos que dizem no meio evangélico. Qualquer probleminha, qualquer dificuldade, qualquer palavra abala os “crentes” de hoje. Coitadinhos, não fale mal dos crentes, eles não suportam oposição, eles não suportam uma perseguição tão violenta assim. Blá, blá, blá... Crentes de papel como eu.
Lendo as revistas que recebo da Missão Portas Abertas sobre a Igreja Perseguida, fico pasmo! Como podem pessoas ainda hoje em dia perderem TUDO por amor à Cristo? Pessoas irem para a cadeia por amor à Jesus?!! E eu aqui, sentado no meu escritório, com um notebook, escrevendo um blog, falando de Jesus e não sofrer NADA!?? Então Deus me explicou o que eu mais temia, falou claro pra mim:
- Soli, você está aí porque EU sei que você não aguentaria ser perseguido por amor à mim.
Que vergonha! Somos colocados exatamente onde merecemos e nenhuma provação ou tentação chegará a nós que não possamos suportar (1 Cor. 10:13). Então, se você também não é perseguido pela sua fé de SUPERCRENTE, parabéns! Bem vindo ao clube dos que “Não suportariam ser torturados por amor à Cristo.”
Mas quero fazer a pergunta novamente para você.
Na tortura, EM QUANTO TEMPO você negaria Jesus?


S. Limberger


É tempo de parar e meditar. E depois disso, agradecer a Deus por onde Ele misericordiosamente nos colocou. Temos que ser luz neste mundo, ser testemunho vivo do poder de Deus... já é tempo de despertamos do sono!


Boa semana.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Estilo de torcer

Falta um pouco mais de um mês pra o ínicio da Copa do Mundo (né?). A lista do Dunga já saiu, a gente gostando ou não (rsrs!). E agora só nos resta torcer - e se preparar. Andando por aí tenho visto muito mais verde e amarelo (e um pouco de azul) pra qualquer lugar que eu olhe... então, nos resta entrar nessa, e torcer com muito estilo.

Quando penso em me vestir pra torcer, a primeira coisa que me vem a mente - e acho que na de todos - é a camisa amarela oficial da seleção. Ela combina com tudo (ah! vaii!!) e é a melhor pedida para os torcedores loucos pelo Brasil.


Além dela, temos bastante opção de camisas e camisetas por todo lugar que a gente ande...

Renner

Feras do Mundial (vendida em vários lugares)

Hoje, recebi um email da Toli sobre a coleção especial pra copa 2010 e achei tudo muito lindo, e percebi que dá pra usar muito mais coisa do que a gente imagina e torcer muiiito pelo hexa brasileiro (ainda há esperança!!!).

Update

Achei um post no blog Starving super legal sobre estilo na Copa 2010. Vale a pena conferir... clique aqui.
Também achei um post ótimo sobre o assunto no GE, vale a pena conferir... aqui.

Bom fim de semana.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Dardos.

A Cris Vieira - Diário de Figurino me presenteou com um selinho e eu fiquei radiante, rs!

"O Prêmio Dardos é um reconhecimento a cada blogueiro que transmite valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc, em resumo, demonstram sua criatividade através do pensamento que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras. Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web".

Quem recebe o selo Dardos deve (1)exibir a imagem do selo em seu blog; (2)linkar o blog pelo qual recebeu a indicação; (3)escolher outros 15 (quinze) blogs
a quem entregar o prêmio Dardos e (4)avisar os escolhidos.

Indico:
Abrigo dos sábios
Eternas irônias dessa vida passageira
Mais que palavras
Pensamentos amigos
Vinte e alguma coisa
Aos olhos do Pai
Ruivacenta Ruividão
Buscai o reino
Pr. Altair Germano
A microfísica da insanidade
Blog do Setor 7
Crislayne Barlow
Diário do Figurino
Pausa para feminices
Blog da Umadal em Jd. Baixo

Dor de cabeça


No caminho para cá (escritório) eu vim pensando em várias coisas que poderia postar hoje aqui... Mas junto comigo também vinha uma dor de cabeça insuportável (e inexplicável), pois afinal eu estou bem, dormi bem, não é tempo de tpm, meus óculos estão em dia, e meus exames de sangue também, tudo normal. Fui então pesquisar (Google pra que te quero!!). Descobri que existem mais de 150 tipos diferentes de cefaleia.

Cientificamente denominada cefaleia, a dor de cabeça é definida como a presença de sensação dolorosa na cabeça, no pescoço e na face. Elas podem ser divididas entre primárias, mais comuns, e secundárias.

As cefaleias primárias são aquelas causadas por distúrbios bioquímicos do próprio cérebro, que prejudicam o funcionamento de neurotransmissores e/ou seus receptores, desencadeando a dor. Portanto, são, elas próprias, a doença e o sintoma. O exemplo mais conhecido é a enxaqueca, doença do cérebro transmitida e herdada geneticamente. Outros exemplos são as cefaleias do tipo tensional, a cefaleia em salvas e as hemicranias paroxísticas, também provocadas por desequilíbrios no funcionamento químico do cérebro.


Já as cefaleias secundárias são causadas por problemas em quaisquer regiões do corpo, como tumores cerebrais, meningites, aneurismas, problemas dos olhos, ouvidos, garganta e até um simples resfriado.


No mesmo site em que encontrei essas informações, encontrei um teste para calcular o impacto da dor de cabeça no seu dia a dia. Pra saber é só clicar aqui.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

desejo missionário.



Em duas semanas acontecerá em várias igrejas do nosso Brasil, o DIP - Domingo da Igreja Perseguida. Esse é um momento que a igrejas se unem e intercedem apenas com um propósito: orar pelos cristãos perseguidos. Esse dia tem o objetivo de unir as igrejas brasileiras a passar momentos voltados à lembrança dos cristãos perseguidos, já que estes enfrentam muitas dificuldades em nome de sua fé em Cristo.
Assim como é cantado no vídeo acima, não podemos ficar indiferentes ao sofrimentos dos nossos irmãos que estão nesses lugares, e tão pouco aos 'perdidos' que estão sedentos de Jesus, e muitas vezes nem entendem... não entendem que o vazio dentro do coração é do tamanho de Deus, e somente Ele pode preencher.
Fazer missões também é orar por missões. Vamos nos unir neste dia (30/5) e interceder por nossos irmãos.

p.s.: Na minha congregação haverá um culto especial no dia 26/5 (QUA), quem lê este blog e estiver por perto, é só chegar.

Boa semana.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

(minhas) Tendências 2010

Pesquisando por aí, eu fui me inspirando pra postar hoje, aqui; as tendências deste inverno que conquistaram meu coração... lembrando sempre da máxima do Oficina de Estilo: tendência agora é vontade!

Inspiremo-nos!

Sobreposição

Damyller

Dress to

Renda

Foto: Google

Transparência

Foto: Google

Ombros marcados

Damyller

Foto: Google

A todos, bom final de semana.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Eu acredito!

Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam.
Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro?
Existe gente que precisa da ausência para querer a presença.
O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta.
Nada de drama.

Arnaldo Jabor

Até hoje eu não entendo bem, mas concordo com mais da metade das coisas que o Jabor diz... e adoro o que ele diz mesmo quando eu não concordo. O que não é o caso hoje!

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Eu quero andar sobre as águas...



... sem medo de me afogar.

Tem dias que a gente se sente perdido, descontente e desconfiado. Quem sabe até negando a existência de um Deus inegável... Eu me lembro da passagem onde os discípulos estando no barco, altas horas da madrugada (acharam que) viram um fantasma no mar... e tiveram medo, se desesperaram, gritaram; mas aí, Jesus diz: Tende bom ânimo, sou eu, não temais. E eu percebo que não muito diferente, nós, olhamos a escuridão e temos medo, ousamos achar que o Senhor nos deixou, que estamos sós, e (quase) tudo passa a ser motivo de desespero, de medo aterrador... mas Jesus continua a dizer: Tende bom ânimo, sou eu, não temais. É chegada a hora de andar sobre as águas!

Boa semana.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Trench-Coat

Se tem uma estação do ano que eu adoro, ela é o inverno; a gente fica mais bonita, consegue se arrumar (e se manter arrumada) melhor e tudo parece ter mais estilo. Uma peça chave no inverno é o tal do Trench-Coat (ou trend-coat). Mas, eu moro num lugar onde inverno = chuva, e frio não existe (quase) nunca, o que praticamente inviabiliza o uso de peças tão lindas como essas... Mas aí, um post lá do Borboletas na Carteira me inspirou e me fez acreditar que dá pra usar sim trench-coat aqui no nordeste, com o cuidado - claro! - de usar tecidos nem tão pesados como os que usam no sul do país, ou lá fora... então, vamos nos inspirar:

Emma pra Burberry

Trend Coat (ou Trench Coat) é aquele casaco de chuva que protege do frio e da umidade, e pode ser feito de couro, algodão ou gabardine. Geralmente vai até a altura dos joelhos, mas pode ser mais curto ou mais comprido. Foi desenvolvido para os soldados da 1ª guerra mundial e foi criado por Thomas Burberry.

Dicas:
1. Se você for baixinha, evite usar os mais comprido, opte por modelos mais curtos.
2. Se você for gordinha, escolha os modelos com o cinto, assim você pode dar a ilusão de cintura mais fina.
3. Para as gordinhas vale tambem escolher cores escuras, como preto, cinza, marrom...
4. Siga o seu estilo na hora de usar.
(Fonte: Borboletas na Carteira)

Com vestido/ Foto: BC

Romântico/ Foto: BC

Clássico / Foto: BC

Famosas usando / Foto: BC

Aproveitando a versatilidade dessa peça, é possível montar inúmeros looks, que podem combinar com qualquer ocasião. É só abusar da criatividade e combinar o trench coat com o que você já tem no guarda-roupa e curtir o inverno com muito estilo.

Bom fds a todos!

segunda-feira, 3 de maio de 2010

algum trecho

(...)

Mack se virou, meio perplexo, sentindo que aquilo já estava indo longe demais. Enquanto refletia, olhou pela janela para um jardim de aparência selvagem.
- Você sabia que eu viria, não é? - disse finalmente, baixinho.
- Claro que sabia. - Ela estava ocupada de novo, de costas para ele.
- Então eu não estava livre para deixar de vir? Eu não tinha opção?
Papai se virou de novo para encará-lo, agora com farinha e massa nas mãos.
- Boa pergunta; até que profundidade você gostaria de ir? - Ela não esperou resposta, sabendo que Mack não tinha. Em vez disso, perguntou: - Você acredita que está livre pra ir embora?
- Acho que sim. Estou?
- Claro que está! Não gosto de prisioneiros. Você está livre para sair por essa porta agora mesmo e voltar para a sua casa vazia. Mas eu sei que você é curioso demais para ir. Será que isso reduz a sua liberdade de partir?
Ela parou apenas brevemente e depois voltou para sua tarefa, falando com ele por cima do ombro.
- Se você quiser ir só um pouquinho mais fundo, poderíamos falar sobre a natureza da própria liberdade. Será que liberdade significa que você tem permissão para fazer o que quer? Ou poderíamos falar sobre tudo que limita sua liberdade. A herança genética de sua família, seu DNA específico, seu metabolismo, as questões quânticas que acontecem num nível subatômico onde só eu sou a observadora sempre presente. Existem as doenças de sua alma que o inibem e amarram, as influências sociais externas, os hábitos que criaram elos e caminhos sinápticos no seu cérebro. E há os anúncios, as propagandas e os paradigmas. Diante dessa coletânia de inibidores multifacetados - ela suspirou -, o que é de fato a liberdade?
Mack ficou ali parado, sem saber o que dizer.
- Só eu posso libertá-lo, Mackenzie, mas a liberdade jamais pode ser forçada.
- Não entendo. Não estou entendendo o que acaba de dizer.
Ela se virou e sorriu.
- Eu sei. Não falei para que você entendesse agora. Falei para mais tarde. No ponto em que estamos, você ainda não compreende que a liberdade é um processo de crescimento. - Estendendo gentilmente as mãos sujas de farinha, ela segurou as de Mack e, olhando-o direto nos olhos, continuou: - Mackenzie, a Verdade irá libertá-lo, e a Verdade tem nome. Neste momento ele está na carpintaria, coberto de serragem. Tudo tem a ver com ele. E a liberdade é um processo que acontece dentro de um relacionamento com ele. Então todas essas coisas que você sente borbulhando por dentro vão começar a sair.
- Como você pode realmente saber como me sinto? - perguntou Mack, encarando-a de volta.
Papai não respondeu, apenas olhou para as mãos dos dois. O olhar de Mack seguiu o dela, e pela primeira vez ele notou as cicatrizes nos punhos da negra, como as que agora presumia que Jesus também tinha nos dele. Ela permitiu que ele tocasse com ternura as cicatrizes, marcas de furos fundos, e finalmente Mack ergue os olhos para o dela. Lágrimas desciam lentamente pelo rosto de Papai, pequenos caminhos através da farinha que empoeirava suas faces.
- Jamais pense que o que meu filho optou por fazer não nos custou caro. O amor sempre deixa uma marca significativa - ela declarou, baixinho e gentilmente. - Nós estávamos lá, juntos.

(Trecho retirado do Livro A CABANA - Willian P. Young)

Tempo

Ilustração: Freepik Tempo, não desejo que passes devagar. Tão pouco concordo em passares rápido demais. Apenas passe no seu tempo e n...