Páginas

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Dor de cabeça


No caminho para cá (escritório) eu vim pensando em várias coisas que poderia postar hoje aqui... Mas junto comigo também vinha uma dor de cabeça insuportável (e inexplicável), pois afinal eu estou bem, dormi bem, não é tempo de tpm, meus óculos estão em dia, e meus exames de sangue também, tudo normal. Fui então pesquisar (Google pra que te quero!!). Descobri que existem mais de 150 tipos diferentes de cefaleia.

Cientificamente denominada cefaleia, a dor de cabeça é definida como a presença de sensação dolorosa na cabeça, no pescoço e na face. Elas podem ser divididas entre primárias, mais comuns, e secundárias.

As cefaleias primárias são aquelas causadas por distúrbios bioquímicos do próprio cérebro, que prejudicam o funcionamento de neurotransmissores e/ou seus receptores, desencadeando a dor. Portanto, são, elas próprias, a doença e o sintoma. O exemplo mais conhecido é a enxaqueca, doença do cérebro transmitida e herdada geneticamente. Outros exemplos são as cefaleias do tipo tensional, a cefaleia em salvas e as hemicranias paroxísticas, também provocadas por desequilíbrios no funcionamento químico do cérebro.


Já as cefaleias secundárias são causadas por problemas em quaisquer regiões do corpo, como tumores cerebrais, meningites, aneurismas, problemas dos olhos, ouvidos, garganta e até um simples resfriado.


No mesmo site em que encontrei essas informações, encontrei um teste para calcular o impacto da dor de cabeça no seu dia a dia. Pra saber é só clicar aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário