Páginas

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

eu quero ver!


Então chegaram a Jericó. Quando Jesus e seus discípulos, juntamente com uma grande multidão, estavam saindo da cidade, o filho de Timeu, Bartimeu, que era cego, estava sentado à beira do caminho pedindo esmolas. Quando ouviu que era Jesus de Nazaré, começou a gritar: “Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim!” Muitos o repreendiam para que ficasse quieto, mas ele gritava ainda mais: “Filho de Davi, tem misericórdia de mim!” Jesus parou e disse: “Chamem-no”. E chamaram o cego: “Ânimo! Levante-se! Ele o está chamando”. Lançando sua capa para o lado, de um salto pôs-se em pé e dirigiu-se a Jesus. “O que você quer que eu lhe faça?”, perguntou-lhe Jesus. O cego respondeu: “Mestre, eu quero ver!” “Vá”, disse Jesus, “a sua fé o curou”. Imediatamente ele recuperou a visão e seguiu Jesus pelo caminho.
Marcos 10:46-52 (NVI)

A história de Bartimeu, o cego, nos fala de muitas coisas. Poderia fazer um post monumental me baseando nesse milagre. E quantas ministrações edificantes já não ouvi sobre essa passagem, e imagino que você também. Mas hoje quero me prender a algumas coisas especiais que me saltaram os olhos nessa passagem:

Quando ouviu que era Jesus de Nazaré, começou a gritar: “Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim!”

A palavra diz que Bartimeu estava sentado à beira do caminho. E naquele lugar, apenas 'percebendo' a movimentação soube de um homem chamado Jesus que atendia aqueles que ninguém queria atender, que falava com sabedoria pra quem quisesse ouvir, e o melhor, ele fazia milagres. Quando ouviu que esse homem que fazia milagres ia passar por ali, o cego não perderia a chance, aquele homem era o mais perto que ele poderia chegar de enxergar. Mesmo que esse tal de Jesus não o curasse ele não perderia a oportunidade, aquela era a sua chance.

Muitos o repreendiam para que ficasse quieto, mas ele gritava ainda mais: “Filho de Davi, tem misericórdia de mim!”

Era como se toda a sua vida o tivesse dirigido para aquele momento e ele não deixaria passar. E é justamente esse momento que me chama a atenção. Enquanto as pessoas o repreendiam, ele não se calava, antes, gritava ainda mais. Nada o poderia impedir. Ele "olhou" para o alvo, ele tinha uma meta... chamar a atenção de Jesus. Ele não lembrou da humilhação, ele não se preocupou com a multidão, ele não escutou os que lhe repreendiam, ele sabia da importância daquele milagre e clamou pelo único que podia atende-lo. Clamou pela única chance que poderia ter.

O cego respondeu: “Mestre, eu quero ver!” “Vá”, disse Jesus, “a sua fé o curou”.

Então, quando as pessoas achavam que Jesus jamais ouviria, que todo esforço do cego Bartimeu era em vão. Jesus manda chamá-lo. E quando o homem dos milagres pergunta o que ele deseja, o (até então) cego, responde sem hesitar: Mestre, eu quero ver. E sem que mais nada fosse necessário o Senhor Jesus disse: Vá! A sua fé o curou. Lemos que imediatamente ele recuperou a visão. Imediatamente ele obteve a sua resposta. Imediatamente os anos de humilhação se transformaram em milagres. Imediatamente continuar gritando foi a melhor decisão que ele podia ter tomado. Imediatamente! Ele viu! Não só a multidão que o repreendia, mas principalmente aquele homem dos milagres que todos falavam, a primeira coisa que ele viu foi Jesus. Que lindo não?! Mas não para por aí, apenas enxergar não era suficiente... a palavra nos diz que Bartimeu passou a segui-lo. Ele não ficaria mais à beira do caminho. Ele agora era um seguidor, um testemunho vivo do poder de Deus.

É comum nos prendermos ao que diz a multidão. Mas quando focamos nossos olhos - mesmo que ainda cegos - em Jesus nada disso mais importa. Se parece que Jesus não está ouvindo, continue 'gritando', se a multidão te repreende, 'grite ainda mais'. O Senhor sabe de todas as coisas. Sabe exatamente o tempo de realizar o milagre, sabe o dia exato de fazer o cego enxergar. E quando Ele te perguntar "o que queres que te faça", responda sem hesitar: Senhor, que eu veja!

Em Cristo,
Marcela

2 comentários:

  1. Lindo , Lindo !!!
    Este falou profundamente ao meu coração, eu amo esta passagem e toda vez que estou triste recorro a ela pra tornar a saber ki o segredo da nossa vitória está em continuar clamando ...que lindo Marcela.
    Deus Te abençõe cada dia mais '

    Bju , Nica '

    ResponderExcluir
  2. Que grata surpresa encontrar seu blog. Já o estou seguindo!

    Parabéns por seu conteúdo e proposta.

    Aproveito para lhe convidar a conhecer o meu blog, e se desejar também segui-lo, será uma honra. Seus comentários também serão sempre bem-vindos lá.

    www.hermesfernandes.com

    Te espero lá!

    ResponderExcluir