Páginas

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Algum Trecho #004

Precisamos voltar um pouco para explicar como a cena toda parecera a tio André. A impressão que ele teve foi muito diferente daquela das crianças e do cocheiro. Pois o que você ouve e vê depende do lugar em que se coloca, como depende também de quem você é.
Desde que o bichos apareceram, tio André foi se encolhendo cada vez mais na moita - e, é claro, não conseguiu ver muito bem. Mas ele não estava de fato interessado no que presenciava: sua única preocupação era que não corressem na direção dele. Como a feiticeira, era um homem incrivelmente prático. Nem chegou a reparar que Aslam escolhera um par de cada espécie de animal. Tudo o que viu, ou pensou que viu, foi um bando de animais selvagens rondando por ali. E não entendia por que os bichos não fugiam do Leão.
Quando chegou o momento solene e os bichos falaram, não percebeu nada, e por uma razão bem interessante. Assim que o Leão começou a cantar, ainda em meio a escuridão, tio André percebeu que o barulho era uma canção, e não gostou nada.
A canção fazia com que sentisse e pensasse coisas que não queria sentir nem pensar. Quando o sol nasceu e viu que o cantor era um leão ("um mero leão", como disse para si mesmo), fez de tudo para convencer-se de que não havia canto algum, mas apenas rugidos, como fazem os leões em nosso mundo. "Devo ter imaginado que o Leão cantava; é porque estou com os nervos descontrolados. Alguém já ouviu um leão cantar?". Quanto mais belo o canto, mais tio André imaginava ouvir rugidos. O negócio é este: quando a gente quer se fazer de tolo, quase sempre consegue. Tio André conseguiu.

As crônicas de Nárnia - O sobrinho do Mago, C. S. Lewis

4 comentários:

  1. Ahhh eu li o volume único das Crônicas de Narnia, muito bom , recomendo para todo mundo o meu preferido é " O menino e seu cavalo" e " A viagem do peregrino da alvorada"

    ResponderExcluir
  2. Ahhh eu li o volume único das Crônicas de Narnia, muito bom , recomendo para todo mundo o meu preferido é " O menino e seu cavalo" e " A viagem do peregrino da alvorada"

    ResponderExcluir
  3. A melhor crônica é "A viagem do Peregrino da Alvora".

    E o final é um espetáculo à parte! Gande C. S. Lewis

    ResponderExcluir