Páginas

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Perfume

Achei fantástica um post que li - como sempre - no Oficina de Estilo sobre perfume; o título era: Perfume é imagem? Por mais que eu goste de perfume (e andar perfumada) nunca pensei dessa forma. Então, vale a leitura...


Um dia eu ouvi uma mulher super chique dizer que a gente pode escolher que água quer beber, mas com o ar não tem jeito – esse é o mesmo pra todo mundo…! Por isso é tão importante escolher um perfume que tenha a ver com quem a gente é e com a vida que a gente tem – e, especialmente, que quantidade desse perfume a gente vai usar. Se preocupar com isso é um sinal de respeito com as outras pessoas à nossa volta. Ninguém quer chegar num compromisso com o o seu cheiro e sair com o cheiro da colega, certo!?!

Certo é que perfume ideal é aquele que só se sente de maneira bem sutil, quando se chega muito pertinho da gente. Ou seja, é pra poucos e íntimos! Quando muita gente sente o nosso perfume pode ser que alguma coisa está errada – ou exagerada. Um truque bom pra ter a medida exata é borrifar a essência no ar e depois “entrar” na “nuvem” de perfume. E se a gente sai de casa sentindo o próprio perfume, quer dizer que pesou a mão.

Já que o cheirinho que a gente escolhe como nosso tem super a ver com a nossa personalidade e nosso estilo, vale prestar atenção pra que ele não dê dor de cabeça nem ataque o fígado de quem está a nossa volta!

Perfume bem escolhido pode ser complemento perfeito pra um visual bacana – e não tem sensação mais gostosa que lembrar de um bom momento quando a gente sente um determinado cheirinho. Na hora de decidir que fragância usar a gente pode pensar em clima (no calor o perfume pode que ser mais suave, com tons mais cítricos), no ambiente (o lugar onde vamos estar é grande e arejado? ou uma micro sala de reunião sem janela?), no horário (de manhã cedo o perfume pode que ser bem fraquinho, uma colônia, só!)

E assim o hábito de se perfumar também faz parte de como a gente faz as nossas escolhas: tem gente que usa o mesmo perfume a vida toda, tem gente que usa um diferente a cada dia (ou a cada temporada), tem gente que escolhe a mesma essência mas prefere uma cologne pro dia e um parfum pra noite… isso é determinante pro estilo pessoal, faz da gente “proprietárias” da imagem – super super importante!

3 comentários:

  1. "é pra poucos e íntimos!" Minha mãe sempre passou esse visão de perfumes pra gente, e ainda bem que eu aprendi. =)
    Faço o tipo: "cologne pro dia e um parfum pra noite… "

    Adorei o post

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Faço o tipo: "cologne pro dia e um parfum pra noite… "

    # Ficadica... Enfim eu amo me perfumar mas nada exagerado pq me dá enxaquecas terríveis um perfume quando é muito forte.

    bju má!

    ResponderExcluir
  3. Não sou muito bom pra falar ou comentar temas como esse do seu post, mas devo dizer que você faz muito bem o que se propõe a fazer! Ah, eu uso Kaik! kkkkk
    Beijos!

    ResponderExcluir