Páginas

quinta-feira, 14 de abril de 2011

O guarda-roupa e a vida que a gente leva


Roupas bonitas não necessariamente significam roupas certas pra nossa vida, já perceberam? Depois de quase oito anos (!!!) atendendo clientes, visitando guarda-roupas e fazendo compras com um monte de mulheres, super diferentes umas das outras – principalmente em estilo de vida – a gente percebeu que ter uma identidade visual forte e consistente não significa usar uniforme todos os dias (isso seria uma prisão), mas também não significa ter as roupas mais fantásticas do mundo que não saem de dentro do armário.
No fim das contas um bom guarda-roupa é aquele que tem um monte de coisas lindas, mas que combinem de verdade com a vida que a gente leva. Uma das maiores queixas de clientes e amigas sobre suas roupas é dizer que apesar de terem um guarda-roupa cheio de peças incríveis, toda manhã se vestir é um martírio porque elas têm a impressão de que não têm roupas e acabam usando sempre as mesmas cinco peças. E quanto mais compram menos opções têm.
O diagnóstico pra isso é certeiro: muita gente compra roupas pra vida que sonha e não pra vida que vive! De que adianta uma mulher com uma carreira que toma conta de grande parte da vida dela só comprar peças confortáveis, de usar no final de semana? Ou uma mulher que mal sai à noite só ter peças de balada dentro do guarda-roupa? Ou então uma que não gosta das suas coxas só ter saias, vestidos e shorts curtíssimos? Pra quem está de fora fica muito fácil de enxergar que aquelas roupas não vão ter oportunidades reais de sair de casa!


No final das contas a pergunta crucial que a gente tem que se fazer pra ter um bom guarda-roupa, que funcione pra gente, é: qual é a vida que a gente leva? – qual o dresscode correto pro trabalho, quais são os programas de fim de semana, quantas baladas a gente frequenta de verdade, se a gente é mais do dia ou mais da noite…
Isso não significa que só porque eu sou super workaholic minhas roupas precisam ser todas cinza e pretas e chatas, ou só porque no fim de semana eu fico com as crianças eu não posso ter um pouco de glamour, ou só porque eu tenho balada quase toda noite meu sapatos tem que ser todos salto 15! O desafio mais legal é conseguir fazer funcionar o nosso estilo de vida com a nossa personalidade e gosto pessoal. Mesmo porque sonhar um pouquinho só pode fazer bem, né!?!

2 comentários:

  1. Boa sacada a de que o nosso guarda-roupa tem que combinar com nossa vida! O meu, particularmente, tem quase só roupas de trabalhar. E o pior é que sempre compro mais roupar de trabalhar, e quando vou sair é aquela velha história: "Não tenho nada".

    Adorei o texto!

    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Adorei o Post amiga , e isso tudo é realmente verdade.Precisamos de roupas que realmente vamos usar e arrasar em nosso dia a dia,mas como mulheres que somos ...rsrs, sempre qremos algo mas além , o que não é nenhum pecado né?!
    Bjão flor !

    Nica '

    ResponderExcluir