quarta-feira, 29 de junho de 2011

{Brainstorm} Vestidos de Manga Longa

Com a chegada do inverno as mangas voltam a aparecer e a crescer... Por isso está cada vez mais comum vermos as famosas e itgirls desfilando com vestidos de manga comprida nos eventos. As celebridades hollywoodianas são a inspiração desse post, uma tempestade de ideias para quem quer adotar esse tipo de look na próxima festa:



  • A Elizabeth Banks (1ª foto) acertou na escolha da transparência jovial e Jane Fonda (3ª foto) arrasou no seu pretinho nada básico.
  • A Angelina deixou que o seu vestido verde-jade (alô Vale a Pena Ver de Novo!) fosse a estrela da noite; no cabelo, nada mais que uma simples (tem como?) escova. Porém, esse azul brilhante da Lea Michela (3ª foto dos 'brilhantes') deixou muito a desejar (pelo menos pra mim...).



  • O vestido da Lea Michele (a 2ª foto dos 'decotes') está perfeito (depois daquele azul brilhante nem esperava nada de bom mais...).
  • Os rendados entraram para esse post somente e simplesmente pela beleza do vestido da Penélope Cruz, uma arraso. 
  • Mas o que é essa cara da Gwyneth Paltrow (na 2ª foto dos 'sequinhos')? #cruzes


Cuidados Com a Postura

Passei quase dois anos fazendo Pilates e desde que parei sinto uma saudade que se revela através de dores na coluna por conta do descuido com a postura. Por isso, resolvi pesquisar na internet algumas lições sobre como "protegê-la" que apesar de simples, fazem uma grande diferença.

O problema pode estar em como você cumpre suas tarefas no dia-a-dia. De acordo com estatísticas da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 80% dos adultos sentem dores na coluna, em especial na cervical e na lombar, pelo menos uma vez na vida. E está enganado quem pensa que os piores vilões são o computador e a cadeira do trabalho. Lavar pratos, passar a roupa, se vestir, usar salto alto, carregar sacolas pesadas e até ler deitado podem afetar a saúde das articulações.

- Nosso corpo é feito para lidar com o movimento. As dores costumam aparecer quando nos viciamos em certas posições ou gestos e alguns músculos deixam de ser usados. Quando a musculatura fica muito tempo sem ser solicitada ela acaba se atrofiando, e isso causa uma série de problemas - explica a terapeuta corporal Carla Folly.

Pequenas mudanças fazem uma grande diferença

Se mudar a forma de fazer as coisas é praticamente impossível, alguns exercícios podem ajudar a deixar o corpo menos suscetível a dores.
- Recomendo a meus pacientes que façam um alongamento diário e que, no fim do dia, deitem por alguns minutos de costas para o chão. Isso ajuda a alongar a coluna e relaxa a musculatura do corpo. No caso das mulheres, que usam salto diariamente, indico uma massagem na sola do pé com bolinhas de frescobol. Cerca de 10 minutos pisando na bolinha já traz um alívio e ajuda a descomprimir as articulações dos dedos, do calcanhar e do tornozelo - ensina Carla.
Outra dica para sentir menos dor é observar como você costuma se movimentar e tentar agir de maneira diferente, mesmo que no começo a tarefa fique mais complicada.
- Se você passa o dia sentado, tente levantar de hora em hora. Se você é destro, use mais a mão esquerda para escovar os dentes, abrir torneiras e pentear o cabelo. E sempre tente manter os dois pés no chão. Apoiar o peso do corpo em apenas uma das pernas é um vício comum que acaba comprometendo as articulações do joelho, do quadril e da lombar - indica a terapeuta.

Cuide da sua postura em casa (Vale a pena clicar)

Para dar uma aliviada na coluna também indico os alongamentos/aquecimentos utilizados antes das aulas de Pilates:

terça-feira, 28 de junho de 2011

Para que serve?



E pra que serve um homem, o que ele tem ?
Se não ele mesmo, então ele não tem nada
Para dizer as coisas que ele sente de verdade
E não as palavras de alguém que se ajoelha

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Te Escolhi

Confesso que não sou facilmente influenciada pela febre, onda, ou chame do que quiser, dos Ministérios de Louvor. Porém, esta canção do Min. Além do Véu é de uma simplicidade e beleza que me cativaram desde a primeira vez que ouvi. Por isso e pela falta de tempo deixo-a como meditação para esse começo de semana.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Uma certa leveza



Foi o que senti ao ver essas fotos no Ideias de Fim de Semana. Que me deixou uma certa inspiração para este fumacento feriado prolongado.

Inspire-se


  • O feriado aqui no nordeste consiste em muitas comidas de milho (hummm) e muitas fogueiras acesas, o que irrita meu nariz e me irrita por tabela. Mexeu com ele, mexeu comigo! De qualquer forma, bom feriado a todos!

quinta-feira, 23 de junho de 2011

"Brainstorm" de Vestidos Tubinhos

Eu, sinceramente, não resisto quando alguém pede uma postagem no blog. Na semana passada a Raquel pediu para que falasse-mostrasse-e-desse-ideias de Vestidos Tubinhos. Este antigo e consagrado item do guarda-roupa feminino é sucesso desde a década de 60 e desde então é uma excelente opção quando as meninas procuram beleza e elegância.
"Em geral, associados à mulheres de perfil elegante e ocasiões de caráter social; os famosos “tubinhos” trazem em sua modelagem simples de corte reto que contorna – sem atuar como um modificador – a silhueta o seu principal atributo. Característica essa que justifica a sua versatilidade e fácil adequação aos diferentes tipos de corpo".


quarta-feira, 22 de junho de 2011

Nublado

Foto: Eu mesma do celular 2megapixels pobre. Rua da Aurora-Recife
Um dia nublado, como este, traz consigo um bucadinho de tristeza, ainda mais se misturado a mudança hormonal e, consequentemente, sentimental que a tpm me causa. Sinto como se por um momento todas as minhas inquietações, insatisfações e inseguranças viesse a tona ao mesmo tempo.
Na minha mente vagueiam vários 'aindas': ainda não conclui a universidade, ainda não sei se vou, ainda não sei se quero; ainda não sei o que realmente quero profissionalmente, ainda não tive coragem de me posicionar; ainda tenho medo de não atender as expectativas dos outros e isto ainda me frustra. Ainda tenho esperança de ser compreendida, mas ainda não me compreendo... Ainda cobro mais de mim do que de qualquer outro e, por isso, ainda me entristeço.
Dias como hoje me fazem querer dar um tempo de mim mesma e de todos esses pensamentos que não me deixam ser melhor, ou sou eu... que não consigo ser melhor?

Por que não estou conseguindo postar imagens no blog?

terça-feira, 21 de junho de 2011

Considerações sobre o trânsito no Recife e RMR

Começou oficialmente o inverno no Brasil e quem mora em Recife sabe que essa afirmação é o mesmo que dizer: Chuva! Muita chuva! Os motoristas de plantão irão completar: Trânsito! Muito trânsito parado!
Hoje enfrentei parte dessa odisseia que é dirigir nas avenidas alagadas e/ou engarrafadas da RMR e do Recife. Um percurso (com trânsito) que duraria em média 1 hora, hoje durou 2 horas e meia. Ou seja, não pode chover nesta cidade.
Em dias como esse é fácil ouvir gente falando de rodízio de carros e coisas do tipo. E eu posso dizer, livre de qualquer hipocrisia, que não abro mão de sair com meu carro com - ou sem - chuva.


De fato, a frota de carros na nossa cidade aumentou consideravelmente nos últimos anos, porém também aumentou a quantidade de buracos e pontos de alagamentos, de pistas mal projetadas e de gente "mal habilitada", fazendo com que fique cada vez mais difícil de trafegar.
Hoje, foi fácil perceber o quão prejudicial esses pontos de alagamento são. O trânsito se arrastava por mais de 5km em alguns pontos, chegando até 10km em outros, o que para uma cidade não-planejada, como é o caso de Recife, é uma quantidade relevante.
Não entra na minha cabeça, portanto, que falem em rodízio de veículos sem que antes haja uma mudança na qualidade das vias de Recife e de sua Região Metropolitana. Pois é fato que não pode mais chover por aqui...
  • Pagamos IPVA e temos que deixar nossos carros em casa por falta de estrutura das rodovias e avenidas? Isso não faz sentido algum.
  • E afinal, quais são as melhorias que podemos cobrar de nossos governantes? E o que podemos fazer desde já para melhorar a qualidade (se é que posso chamar assim) do nosso trânsito?

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Bridge Over Troubled Water {Elvis Presley}


Parece-me estranho constatar que o Elvis não foi a primeira pessoa que ouvi cantando essa canção, mesmo sabendo que é na voz dele que ela tomou dimensão. Mas o que mais me encanta na sua interpretação é a forma como ele (realmente) canta com a alma, e faz dessa canção uma das mais belas e emocionantes que já ouvi. 

Nos comentários desse vídeo no Youtube, alguém escreve: 
"Tenho certeza que DEUS adorava ouvi-lo".

Pois eu também tenho certeza!

Em Cristo,
Marcela

quinta-feira, 16 de junho de 2011

"Brainstorm" de Saias

Brainstorming é uma expressão traduzida como 'tempestade de ideias', e é amplamente utilizada em publicidade e algumas áreas da gestão de negócio, sendo altamente necessária para o processo de inovação e resolução de problemas.
Hoje no twitter a @flavinhaaasilva me pediu para falar de saias, por sinal faz bastante tempo que não faço um daqueles posts de pequisa e ideias. Por isso, trago a vocês uma chuva delas de diferentes estilos de diferentes saias para aplicarmos e inovarmos no nosso dia a dia, pois não há nada mais feminino que uma mulher bem vestida de saia.

{Saia Plissada} 
Tenho visto bastante comentários e 'looks do dia' das it blogueiras com estas saias que são a sensação do verão, mas que podem facilmente ser adaptadas ao inverno brasileiro que de inverno não tem nada.


{Saia comprimento Midi}
Essa saia tem a tendência de deixar as meninas com cara de 'senhora', por isso é crucial que se saiba combinar.


{Saia Longa} 
As saias longas são o must-have do verão e do inverno. Ainda assim, é preciso ter cuidado para usar. Ela a marca a barriguinha, não fica bem com qualquer sapato; mas se bem usadas e com os acessórios certos vão de um look casual a um mais sofisticado em segundos.


{Saia de Tule} 
Tule tem toda aquela graça que reúne feminilidade e o clássico. Para as fashionistas corajosas é um achado muito bem utilizado com várias camadas e forro (é claro!). A grande sacada é misturá-lo com artigos mais "pobres" como o algodão.


{Saia Cintura Alta} 
A saia de cintura alta continua firme e forte sendo uma das escolhas preferidas de muitas meninas por aí. Entretanto, vemos que a tendência é que essa cintura alta não permaneça nas alturas de forma a ficar somente um pouco acima do umbigo. Além disso, as estampas e acessórios não deixam mais que elas andem sozinhas colocando ainda mais estilo nessa tendência que chegou pra ficar.


{Estampas - Floridas}


{Saias - Cor}



quarta-feira, 15 de junho de 2011

Sobre falta de tempo e novidades vindouras

Olá passarinhos,
venho por meio desta avisar que estou numa semana enlouquecedora de provas. E fim de semestre é isso não é?! Escrevo este post com dores de cabeça estrondantes e aqueeela vontade de me jogar na cama pra só acordar no fim de semana. Mas estou bem e me sinto feliz. Pois apesar de toda correria sinto finalmente que encontrei um curso que me motiva - ou seria eu mesma que me motivo por estar neste curso? Bom, o que importa é que estou terminando o semestre com aquela sensação boa de quem está fazendo algo que gosta e isso me faz muito bem.
Além disso, quero vos avisar que em breve iremos (e logo vocês entenderão o porquê do plural) complementar esse nosso espaço com videos coisas bem legais.
Por isso aguardem a surpresa! Hehe!


Marcela

terça-feira, 14 de junho de 2011

Os Favoritos - Wedding

Toda noiva que se preze e mesmo que não prezem e que não sejam noivas têm seu casamento casamento favorito. Eu, por exemplo, tenho pelo menos uns 458 favoritos. Vemos tantos estilos de festa, cerimônia e noivos que não tem como escolher só um. Porém, não pretendo cansar meus passarinhos com bouquets, rendas e bolo de noiva que nem gosto. Por isso, escolhi apenas dois que me servem como inspiração de festa de casamento simples e belíssimas:

O Casamento Civil: Sharon & Fernando

O casamento da Sharon e todas as suas etapas: civil, cerimônia e trash the dress é uma inspiração para mim. Sempre entendi que casamento está muito além de festa, bolo e todos aqueles fru-frus que a gente ama. E esse casamento no civil trás a tona esse sentimento: que tudo começa de agora, daqueles nomes assinados, daquele juiz confirmando e daquelas testemunhas (padrinhos) atestando: estão casados! De fato, é este o meu casamento preferido.









Fonte

As referências: Bel & Dudu

Esse casamento é de 2009, mas é fácil já notar as referências de casamentos americanos coisa que acho linda. Além disso, desde que vi esse casamento, o estilo dos noivos e a graciosidade da festa, decidi que algo de toda essa referência aplicaria a mim... desde então estou decidida: vou me casar de sapato azul!







segunda-feira, 13 de junho de 2011

Especialmente para ELE


Em dias de sua ausência, como hoje, eu me pergunto se nesse seu pequeno e desconfortável escritório você volta e meia entra no blog para conferir qualquer pequena novidade... Tal como essa, onde dedico um singelo, mas importante, espaço só pra dizer o quanto sinto sua falta nesses dias de muitas partes de 24 horas. E, como sempre, para dizer que TE AMO tanto, tanto, taaanto... =) Boa noite!

Gratidão



And if you find a love that's tender, if you find someone who's true
Thank the Lord, He's been doubly good to you

[Trad.: E se encontras um amor que é sensível, se encontras alguém que é verdadeiro,
Agradeça ao Senhor: Ele foi duplamente bom para você!]

Faz muito tempo que cultivo essa canção no meu coração como forma de me manter sempre agradecida. Vejo uma tendência mundial quanto ao esquecimento desse sentimento. Entendo, porém, que gratidão é algo que a gente cultiva, algo que aprendemos e que a medida que amadurecemos na vida e na fé, e na fé na vida, fica mais natural e sincera a nossa gratidão.

Oferecerei a ti um sacrifício de gratidão e invocarei o nome do Senhor. Salmos 116:7 (NVI)

domingo, 12 de junho de 2011

Namorados - E Aquele Blá Blá Blá de Romeu e Julieta?

O GG do Território 7 escreveu um dos melhores posts dessa época {dia dos namorados}, só perdeu pro post do meu noivo-namorado-futuro-marido. E neste dia 12 (doze) que eu duvido que alguém entre aqui pra espiar resolvi colocar esse texto no ar para todos os casais que estão mais pra racionalidade de Eduardo e Mônica que para a balela de Romeu e Julieta:

"Há, sem dúvidas, um equívoco em nosso modo de comemorar o dias dos namorados. Somos vítimas de nós mesmos, de nossa criatividade dramática e das nossas hipérboles intermináveis. Compramos presentes, enchemos a mulher de beijos e, depois, exigimos recompensa. Qualquer recompensa.
Ouso dizer que é tudo culpa de Shakespeare e sua ideia de amor. A culpa é de Romeu. A culpa é de Julieta. Privaram-se das agruras do amor, das dificuldades da vida a dois, das contas no fim do mês, dos ciúmes bobos, da cara amassada ao despertar pela manhã, da estranheza de acordar ao lado de um desconhecido nos primeiros anos de casados, e mais desconhecido ainda anos depois. Mas audácia pior cometeu quem disse, sem juízo, sem pudor, que este deveria ser o ideal do amor.
Ousado é o cônjuge que se desprende de si. Romeu e Julieta se recusaram a viver uma vida onde não teriam o que mais desejavam: um ao outro. Só eu enxergo o egoísmo desta tragédia? Amor de verdade, bonito de ouvir, era o que cantava Renato e sua Legião. Eduardo e Mônica, tão diferentes um do outro, não deixariam seus sonhos de lado para viver o amor, mas os agregariam à relação. Ela manteria sua individualidade sem ferir a dele. Acredito que lamentaria por décadas se encontrasse Eduardo morto, vítima de algum veneno fajuto, como Romeu, mas não tiraria a própria vida. Pelo contrário, viveria ainda mais intensamente, viveria pelos dois, ou em nome do amor despedaçado. Ele, por sua vez, se encontrasse Mônica, sua Mônica, exânime aos seus pés, provavelmente a carregaria no colo até o último instante, com as mãos trêmulas não de desespero, mas de esperança.
O casal mais famoso de nossa música, com certeza, não seria daqueles que, contrariados, se encontram em uma livraria e compram um só exemplar de “Casais inteligentes enriquecem juntos” achando ser esta a solução para todas as desavenças. Não. Casal inteligente se doa, se entrega, seja na bonança ou na tempestade, na riqueza ou na pobreza, nos dias de mau humor ou nas horas de júbilo, nos dias em que ela é um doce ou na semana da TPM. Amor de verdade adora TPM! – a ocasião perfeita para presenteá-la sem motivo, mas tem que ser chocolate (de preferência mande entregar, ela provavelmente não quer ver sua cara).
Domingo se aproxima. Dia dos namorados. Admita, é econômico: seu maior presente é ela, e o dela é você. Se não for assim, significa que vocês continuam perpetuando a imbecilidade amorosa de Romeu e Julieta, aqueles pobres coitados. Se ao menos tivessem tido a chance de trocar e-mails com Eduardo e Mônica…"
(grifos meus)

sábado, 11 de junho de 2011

Namorados - {vídeo} Andrés e Marcelas

A VIVO colocou no ar a propaganda mais linda do Dia dos Namorados que já vi. A música Eduardo & Mônica do Legião virou filme - e eu romântica que estou porque não sou apesar do André discordar amei o resultado:


sexta-feira, 10 de junho de 2011

Namorados - O Que Dá Certo na Nossa Relação

Desde que o André entrou na minha vida ele passou a ser parte integrante desse espaço também; seja com suas dicas, inspirações ou textos. Essa semana coloquei sob sua responsabilidade a elaboração de um texto sobre O Que Dá Certo na Nossa Relação e qual não foi minha surpresa quando na mesma noite ele me entregou esse post cheio de sinceridade, simplicidade e amor:

"Minha interpretação sobre o que da certo no meu relacionamento com Marcela está baseada em três pilares: a amizade, o respeito e o amor.

Somos amigos antes de tudo, e não tenho como falar sobre nossa amizade sem recorrer a alguns fatos e lembranças. Temos alguns anos de convivência, a maior parte deles vinculados a internet, único meio pelo qual me comunicava com ela, pois quando nos conhecemos não tínhamos nenhuma intenção um pelo outro, ela namorava um amigo meu, e eu, o respeitava tanto quanto o respeito hoje. Ajudei-a algumas vezes nesse seu relacionamento e ela no meu, pois também era comprometido. Por algum motivo, que não compete a mim comentar, essa relação terminou. Mesmo assim mantínhamos algum contato, sempre via MSN, assim como ela tem com alguns de vocês. Bem, meu relacionamento também não deu certo. E com o passar do tempo fomos intensificando as conversas, até que nos encontramos. Começamos a namorar e a amizade se fortaleceu de maneira que, hoje, não sei, nem gostaria de saber como seria minha vida sem ela. Temos um cuidado muito carinhoso que se dá de maneira recíproca, e falo de gestos simples, como ligar pra saber se ela chegou bem em casa (aquele Fox corre muito quando ela está no volante), desejar uma boa noite e VÁ DORMIR, levá-la ao hospital quando fica doente (ela tem alergia a mariscos), saber como estão suas notas na faculdade, se almoçou comida de verdade ou se entupiu de porcarias. E ela tem esse cuidado comigo também, a ponto de se irritar de verdade quando digo que vou dormir depois do trabalho e fico jogando videogame (hehe).

Em seguida temos o respeito. Eu a respeito muito, e ela impõe isso de maneira muito natural, pelo seu porte, suas atitudes e palavras, também por causa daquele nariz empinado (quem a conhece pessoalmente sabe do que estou falando). Mas não só por isso sinto imenso respeito por ela, a respeito pela sua maneira simples e sincera de ser, pela forma como reconhece suas limitações e pelo jeito como enfrenta e defende seus ideais e convicções. Existe ainda o respeito tido como mais amplo. Pois respeito sua igreja, somos da mesma religião, protestante, porém, de igrejas diferentes. Respeito suas escolhas, suas amizades e seus familiares.

Agora temos o amor. Marcela é apaixonante... Ela é alegre, gentil, sincera, interessante, amiga, companheira e comparsa, leal, simpática, prestativa, atenciosa e ainda por cima canta muito bem. Nosso amor tem crescido a cada dia, regado a longos diálogos e muitas DRs (por que as mulheres gostam tanto disso?); a passeios pelo zoo, shoppings, sorveterias, praias, igrejas e outros lugares que não me recordo agora.
Andamos de mãos dadas, eu a abraço no meio do povo e a faço morrer de vergonha porque dançamos ao som de qualquer coisa. E a melhor parte é saber que ela gosta disso, que ela gosta de compartilhar os momentos comigo, tanto os bobos quanto os sérios. Ela é fantástica, simplesmente fantástica. Por isso eu a amo e por isso damos certo".

Porque todo casal deveria ter um casal de desenho animados para chamar de seu.
{Emocionou? Eu também... Demais!}

Feliz Dia dos Namorados
Inspire-se

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Namorados - Ser Solteiro

Dia dos namorados chegando e o que muitas vezes vejo é uma multidão de solteiros justificando a 'solteirisse'. Entendo que para muitos é escolha, para outros é imposição do destino ou de sei-lá-quem; só sei que não deveriam se justificar. Acredito que um relacionamento ensina coisas incríveis, porém solteiro você aprende sobre si mesmo com poucos riscos de se decepcionar. Além disso, entendo que a gente tem que primeiro aprender a ser feliz sozinhos e só depois encontrar ou ser achado por alguém pra gente fazer feliz.
Para alguns solteiros dia dos namorados é época de martírio e de um pouco de revolta por causa dos apelos do comércio e corações espalhados em praticamente todas as lojas. A esses deixo os conselhos que deixei em 2010:

Aproveite para se presentear, pra fazer algo diferente, olhar dentro de si e entender que não existe companhia melhor que você mesmo.

Afinal, ser solteiro tem seus grandes benefícios:
  • Sair pra qualquer lugar, com qualquer pessoa, quando quiser;
  • Poder conhecer gente nova sem se preocupar se aquela pessoa irá se apaixonar por você;
  • Dormir sem ter que se preocupar em ligar para dar 'boa noite';
  • Paquerar; dentre outros.
Namorar é uma das melhores coisas do mundo; ter um companheiro, parceiro, um amigo com quem você pode contar é o melhor presente de todos. Mas sejamos sinceros: é melhor ficar sozinho, que mal acompanhado.


terça-feira, 7 de junho de 2011

Namorados - Em construção...

Aqui estamos com mais um post da micro-série Namorados. Lembram que desde abril prometo um post de 'como tudo começou' sobre meu namoro/noivado?
Bom, promessa é dívida:

"Quando começamos a namorar, ele criou um álbum no Orkut chamado 'Em Construção...". E é bem assim que, junto a ele, me sinto: construindo
O André entrou na minha vida em 2008 se não me falha a memória e nós dois vivíamos histórias de amor distintas, intensas e belas. E foram essas histórias que fez com que nos conhecêssemos. Não demorou muito para que uma amizade cordial começasse. Eu o admirava com todo respeito e torcia por sua felicidade. Com o tempo os relacionamentos terminaram. E ele praticamente sumiu. Vez ou outra aparecia na minha janelinha do MSN e conversávamos sobre as novidades, a vida, e sobre comida. Vivemos outros relacionamentos e um pouco mais de tempo até que ele pedisse o meu número e aumentasse a freqüência das manhãs online no messenger.
Confesso que não procurava ninguém, tinha acabado de sair de um "namoro" que fez muito mal e minhas expectativas nos homens tinham sido todas desperdiçadas. No entanto, eu estava feliz, bem resolvida e ele também. As mensagens sms tornaram-se diárias e cada vez mais freqüentes. Eu acordava esperando pelo seu 'bom dia' e ele sempre mandava.
Então, numa noite altamente normal, mandei mensagem pra ele pedindo pra me salvar porque eu estava morrendo de fome. Ele me ligou na hora, combinamos de nos encontrar e comer um sanduíche de mato. Saí da faculdade e fui. Lembro que quando o encontrei dei um abraço apertado como se não nos víssemos a muito tempo, e não nos víamos mesmo. Mas o que gosto mesmo de lembrar e rir é da forma como ele respondeu a menina do caixa na hora de pagar o lanche:

Caixa: É junto?
Ele: AINDA não.
Eu: An?

Conversamos até o shopping fechar e até hoje não sei como não bati o carro na volta pra casa. Nada de mais aconteceu, nem um beijinho, nada. Mas eu me sentia nas nuvens. As ligações, mensagens e tudo mais continuavam com ainda mais intensidade e não tinha mais jeito: estava encantada por aquele bombeiro.
Na quinta-feira seguinte e por isso comemoramos o namoro por semana nos encontramos de novo. E eu o beijei. Pois é! Fui eu quem começou com tudo. Ele estava vermelho do sol do dia de treinamento e com uma cara de cansado de dar pena. Mas estava lá, me esperando. Eu o abracei e quando dei por mim nossos lábios já estavam unidos, juntos, grudados.
Nesse dia tivemos um conversa séria sobre como podemos ser chatos, estressados e felizes apesar de todas as alternativas anteriores. Decidimos - meio que implicitamente - que faríamos este relacionamento dar certo. A possibilidade de 'vamos ver se vinga' nunca existiu. Naquele dia nós tomamos uma decisão de FAZER DAR CERTO.
Essa construção começou bem antes, mas desde então assumimos o compromisso de 'colocar a mão na massa' juntos e construir um relacionamento de  cumplicidade, com amor e muito respeito".


sexta-feira, 3 de junho de 2011

Fazer o Amor Crescer

Ontem, estava lendo uma reportagem sobre o AMOR e me chamou atenção a reportagem que fizeram com o facebook da Regina Navarro e seu marido. São escritores, especialistas se é que pode existir isso em amor e sexo. Na rede social eles abrem a intimidade e contam o que vale mesmo pra fazer o amor crescer.


Nos próximos dias vou fazer uma micro-série sobre amor, namoro, compromisso e etc, para comemorarmos o Dia dos Namorados em grande estilo :) Por isso, hoje, no Inspire-se, quero deixar algumas dicas desses escritores para fazer o amor crescer:

  • Comecei a criar meu site de relacionamento e precisava de dois artigos. Um amigo trouxe aqui em casa o Flávio e ele escreveu dois artigos fantásticos. Bom indício. Comecei a considerá-lo atraente. Admirar o parceiro #fazoamorcrescer
  • Ele torce por mim e eu, por ele. Não haver competição #fazoamorcrescer
  • Como ensinou o poeta romano Ovídio (43 a.C. a 18 d.C.), o ideal é que pares amorosos se tornem sócios. Entendo que ele quis dizer que ambos tenham cumplicidade em seus objetivos. Acho que essa foi a primeira medida, não exatamente consciente, que eu e Regina assumimos. Cumplicidade #fazoamorcrescer
  • Gentileza e cuidado com as idiossincrasias do parceiro também ajudam. Todo mundo tem suas áreas de atrito e é melhor administrar do que querer mudar. Se não for nada absurdo, é claro. Compreensão #fazoamorcrescer


E pra você, o que faz o amor crescer?


Inspire-se

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Os meus fantasmas

Por uns dias senti como se eu tivesse me perdido de mim. Perdido o controle de mim mesma tentando controlar todo o resto. Perdido o foco, olhando através de lentes embaçadas sem enxergar de fato os meus atos e suas conseqüências. Atingi pessoas. Contudo, foi a mim mesma quem eu mais machuquei. Não sou esse amor de pessoa o tempo todo. Muito menos consciente o tempo todo e se você acompanha o blog sabe disso. Quem convive comigo sabe que sou mais racional que passional ou não. Mas somente alguns heróis conseguem ter paciência quando "enlouqueço", pois nem eu mesma me aguento. Sou radiante, mas isso não me exime de ter fantasmas, inseguranças e descontroles. Mas garanto que também tenho um lado bom.




  • P.S.: Como dá pra perceber, o Pedro Abrunhosa é português e essa música é linda.

Tempo

Ilustração: Freepik Tempo, não desejo que passes devagar. Tão pouco concordo em passares rápido demais. Apenas passe no seu tempo e n...