Páginas

segunda-feira, 6 de junho de 2011

AD no Brasil - Centenário e vergonha alheia

Neste domingo estava preparando minha aula da EBD e, dentro da comemoração do centenário da minha igreja, as lições contaram a história das Assembleias de Deus no Brasil. Confesso que tenho lá minhas dúvidas a quanto de "romance" colocaram nessas publicações. Contudo, reconheço o grande ato de fé dos nossos precursores: Daniel Berg e Gunnar Vigren; que não vieram ao Brasil para fundar uma nova denominação e sim, simplesmente, para pregar sobre o movimento pentencostal.
Para saber mais: Wikipedia
Infelizmente, o que começou com um admirável ato de fé se tornou uma briga entre convenções, pastores, líderes e templos.


Não concordo com todas as coisas que o Silas Malafaia faz e muito menos diz. Entretanto, as suas palavras neste vídeo me causam consternação ao ter que reconhecer que é verdade. É muito triste perceber a quantidade de pastores pessoas que amam mais ao cargo que ocupam que ao próprio Jesus Cristo. Que não respeitam a história centenária de uma associação de pessoas que foram impactadas pelo Movimento Pentencostal. 
E que não percebem que vivemos um tempo em que esses cristãos estão melhores informados, biblicamente conscientes, intimamente ligados a Deus e cada vez menos preocupados com placa de igreja, mas sim, preocupados em viver na vontade do Pai.

2 comentários:

  1. Irradiando um argumento,

    é difícil trilhar e concluir quem ameaça mais, a falta de conteúdo e dinâmica da CGADB ou as inovações do Malafaia.

    Um abraço fraternal.

    ResponderExcluir