Páginas

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Namorados - O Que Dá Certo na Nossa Relação

Desde que o André entrou na minha vida ele passou a ser parte integrante desse espaço também; seja com suas dicas, inspirações ou textos. Essa semana coloquei sob sua responsabilidade a elaboração de um texto sobre O Que Dá Certo na Nossa Relação e qual não foi minha surpresa quando na mesma noite ele me entregou esse post cheio de sinceridade, simplicidade e amor:

"Minha interpretação sobre o que da certo no meu relacionamento com Marcela está baseada em três pilares: a amizade, o respeito e o amor.

Somos amigos antes de tudo, e não tenho como falar sobre nossa amizade sem recorrer a alguns fatos e lembranças. Temos alguns anos de convivência, a maior parte deles vinculados a internet, único meio pelo qual me comunicava com ela, pois quando nos conhecemos não tínhamos nenhuma intenção um pelo outro, ela namorava um amigo meu, e eu, o respeitava tanto quanto o respeito hoje. Ajudei-a algumas vezes nesse seu relacionamento e ela no meu, pois também era comprometido. Por algum motivo, que não compete a mim comentar, essa relação terminou. Mesmo assim mantínhamos algum contato, sempre via MSN, assim como ela tem com alguns de vocês. Bem, meu relacionamento também não deu certo. E com o passar do tempo fomos intensificando as conversas, até que nos encontramos. Começamos a namorar e a amizade se fortaleceu de maneira que, hoje, não sei, nem gostaria de saber como seria minha vida sem ela. Temos um cuidado muito carinhoso que se dá de maneira recíproca, e falo de gestos simples, como ligar pra saber se ela chegou bem em casa (aquele Fox corre muito quando ela está no volante), desejar uma boa noite e VÁ DORMIR, levá-la ao hospital quando fica doente (ela tem alergia a mariscos), saber como estão suas notas na faculdade, se almoçou comida de verdade ou se entupiu de porcarias. E ela tem esse cuidado comigo também, a ponto de se irritar de verdade quando digo que vou dormir depois do trabalho e fico jogando videogame (hehe).

Em seguida temos o respeito. Eu a respeito muito, e ela impõe isso de maneira muito natural, pelo seu porte, suas atitudes e palavras, também por causa daquele nariz empinado (quem a conhece pessoalmente sabe do que estou falando). Mas não só por isso sinto imenso respeito por ela, a respeito pela sua maneira simples e sincera de ser, pela forma como reconhece suas limitações e pelo jeito como enfrenta e defende seus ideais e convicções. Existe ainda o respeito tido como mais amplo. Pois respeito sua igreja, somos da mesma religião, protestante, porém, de igrejas diferentes. Respeito suas escolhas, suas amizades e seus familiares.

Agora temos o amor. Marcela é apaixonante... Ela é alegre, gentil, sincera, interessante, amiga, companheira e comparsa, leal, simpática, prestativa, atenciosa e ainda por cima canta muito bem. Nosso amor tem crescido a cada dia, regado a longos diálogos e muitas DRs (por que as mulheres gostam tanto disso?); a passeios pelo zoo, shoppings, sorveterias, praias, igrejas e outros lugares que não me recordo agora.
Andamos de mãos dadas, eu a abraço no meio do povo e a faço morrer de vergonha porque dançamos ao som de qualquer coisa. E a melhor parte é saber que ela gosta disso, que ela gosta de compartilhar os momentos comigo, tanto os bobos quanto os sérios. Ela é fantástica, simplesmente fantástica. Por isso eu a amo e por isso damos certo".

Porque todo casal deveria ter um casal de desenho animados para chamar de seu.
{Emocionou? Eu também... Demais!}

Feliz Dia dos Namorados
Inspire-se

2 comentários:

  1. Uma maravilha!

    Me deu até uma idéia bacana...(segredo).
    Bjinhos!

    ResponderExcluir