quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Blog Day


Hoje, 31 de Agosto e vocês pensando que eu não iria postar é o BLOG DAY. Originalmente, foi instituída uma campanha neste dia para que os bloggers - de todo mundo - recomendasse outras páginas, de preferência, blogs de cultura e de pontos de vista diferentes. Achei ótima a ideia e além de indicar alguns blogs legais, eu quero deixar as minhas congratulações aos meus colegas blogueiros. Que me fazem descobrir coisas novas a cada dia...


Ah, e quem quiser mais sugestões clique na página Blogs ali em cima. 

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Mulheres Não Brincam de Casinha



Mulheres não brincam de casinha. São seres constituídos com a graça divina, providos de intelecto superior e estrutura física privilegiada e que desde seu nascimento carregam uma missão atribuída pelo próprio Deus.

Para dar sustentação ao proposto no título do texto, peço então, a mulher, menina, adolescente, jovem ou idosa que estiver lendo este texto que se esforce um pouco, busque em sua memória de infância, e me responda: qual foi o seu primeiro brinquedo? É bem provável que em sua mente venha à tona a lembrança de uma boneca. Aquela tão parecida com uma criança de colo. Estou certo?... É não apenas isto, me atrevo ainda a afirmar que você lembrar-se-á de todas as brincadeiras com suas amiguinhas, num tempo em que fazer “comidinha”, “arrumar a casa” e “cuidar do bebê” eram tarefas tão prazerosas e divertidas que as horas passavam sem que se percebesse.

Continuando no baú de suas lembranças, reviva sua adolescência, olhe para si mesma e observe o quanto seu corpo se transformou neste período, como ele foi moldado, como foi direcionado a um objetivo e o quanto às brincadeiras ficaram para trás, enquanto novos interesses foram surgindo, tomando seu tempo e seus pensamentos.

Agora vamos deixar as lembranças de lado, olhar ao nosso redor e procurar em nossa família, amigos ou pessoas próximas, mulheres que sejam mães... E perguntar-lhes o quanto amam seus filhos, o quanto são importantes na sua vida, quantos sonhos e realizações pessoais e profissionais deixaram de lado em prol deles e o que ainda seriam capazes de fazer por eles.

Enfim caros leitores, Mulheres não brincam de casinha porque sem que percebam, seu processo de desenvolvimento é, na verdade, um misto de doutrina, onde elas aprendem brincando a ter responsabilidade com uma casa e com filhos. E preparação para o futuro, onde seu corpo e sua mente são lenta e progressivamente orientados para que exerçam, de maneira satisfatória, o papel que a sociedade espera de qualquer individuo do sexo feminino. O de ser uma boa mãe.

André Torricelli

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Eternamente Pequenos


Temos a eternidade entranhada no nosso ser. Porém, como estamos presos a este tempo, as nossas (tão preciosas) 24 horas, a nossos sonhos e planos, jamais poderemos compreende-la. O que, no entanto, não nos impede de ansia-la até que chegue.

Em Cristo,
Marcela

P.s.: Salomão disse isso em Eclesiastes 3:11 ;)

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

TAKE6 no Brasil


Um dos maiores grupos vocais do mundo vai tocar também em Recife (Uhu o/)... E quem curte boa música geralmente já ouviu falar do TAKE6.


O Grupo
O grupo de jazz "a capela" conhecido como Take 6 não é apenas o herdeiro da rica tradição do doo-wop e grupos gospel dos anos 50, mas também o líder da segunda onda do jazz e dos grupos vocais pop que surgiram na década de 1990. Com este legado notável desde a sua fundação, estes vencedores de múltiplos Grammy continuam a olhar para frente acompanhando a primeira década do século 21 se desdobrar. Fonte

Vale o PLAY...

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Parceiro


Creio que o amor trás consigo atitudes que o justificam e corroboram. A paixão pode ser avassaladora, a atração pode ser fatal, a química pode ser perfeita; mas é a amizade, cumplicidade e companheirismo que mantém um casal unido. É uma questão de parceria mesmo. De dividir, somar. É uma questão de compartilhar tristezas, alegrias, preocupações e inquietações (mas cuidado para não cansar o outro). É uma questão de dividir tarefas, obrigações e contas a pagar (e não importa quem ganha mais). É ser companheiro. E volto a dizer: é uma questão de parceria mesmo!

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Gratidão Para Dias de Cão

Hoje não tinha post preparado e pelo estresse que as duas horas de trânsito da manhã me causaram pensei seriamente em não postar nada. Como falar de Deus, de paixão, do amor do Senhor num dia de cão desses? Até que saindo da aula, em baixo de um chuva fina e sem sombrinha (Lei de Murphy?) uma canção muito animada do Kléber Lucas me veio a mente... E um sentimento MUITO ESTRANHO de gratidão começou a brotar no meu ser. E enquanto dirigia para buscar minha irmã eu louvava e - ao mesmo tempo - orava agradecendo ao Senhor.
Porque apesar de um trânsito terrível, nada de mau me aconteceu. Apesar do estado estressante em que me encontrava, nada de mais aconteceu. Apesar de atrasada, eu cheguei ao meu destino. Apesar de tudo sou grata a Deus, pois mais uma semana começa e eu tenho a possibilidade de ver e viver inúmeras coisas - inclusive mais engarrafamento. Mas em tudo Deus tem sido fiel!!
E você? O que tem hoje para agradecer?

A música foi essa... (Conselho: AUMENTE O SOM - se possível, rs)



Em Cristo,
Marcela

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Nossos Passos



É preciso dar um passo para trás, para dar dois passos a frente.
(Lenin)

Apesar da frase acima ter sido dita num contexto pós-revolução política-econômica soviética, não deixo de achar que ela pode muito bem ser aplicada a nossas escolhas, em quaisquer área e momento do nosso viver.
Penso ser essa uma das encruzilhadas da vida: o momento que chegamos em determinada etapa e precisamos tomar decisões. Um passo a frente neste momento seria bom. Mas dar um passo para trás - podendo antever os fatos e perceber que - seria o melhor caminho para dar dois ótimos passos a frente.

Estou com essa frase martelando na minha cabeça e me trazendo uma reflexão sobre os passos que tenho dado nos caminhos que estou percorrendo. Espero que lhe inspire também. Bom final de semana.

Inspire-se

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Moda pra Homem | Terno

Vocês sabiam que o post mais acessado nesse meu pobre blog feminino é direcionado para homens e fala sobre terno. Ficou curioso? Clica aqui. Por isso, nada mais justo do que reforçar esse assunto com mais um breve post sobre o assunto:


quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Metalinguístico

Faz tempo que quero escrever sobre coisas que vejo em blogues e não concordo. Tipo um conselho de amiga. E como se conselho fosse bom a gente não dava, vendia... Ouve, ou melhor, ler quem quer. Lembrando da democracia da internet para opinar contra ou a favor. Com essas pequenas coisas explicadas vamos ao nosso primeiro assunto (Eu não avisei, mas essa será uma tag fixa. Bom, agora está avisado!):



Nada se cria, tudo se copia. Esse ditado parece ser uma máxima entre os blogues. Eu mesma encontro coisas muito boas por aí e com a minha cara lisa, posto aqui. COM OS DEVIDOS CRÉDITOS, claro!
Porque uma coisa que eu acho crucial é citar as fontes.
Primeiro, pra você não ficar com aquela cara de ladrão de ideia alheia. Segundo, porque se você gostou do blog, site, imagem, ou seja lá o que for, qual o problema de indicar para outros? Terceiro, porque dependendo do lugar de onde você "retirou" a informação, isso pode dar maior problema.
Eu acompanho blogues legais sobre todos os assuntos. E a maioria dos meus posts aqui não saem da minha 'caixola', até pelo pouco tempo que tenho. Mas saem principalmente da grande criatividade e coisas legais que encontro nessa imensidão chamada internet.
Vejo blogs por aí usando fotos e informações de outros lugares sem citar a procedência. E na maior cara lisa. Aquele tipo de postagem, foto, montagem e etc, que a gente SABE que foi retirado de outro lugar. Alguém já parou pra pensar no trabalhão que dá pra montar um desses posts de moda - por exemplo - cheios de informações, imagens e etc? Bom, eu também não. Mas, por via das dúvidas, SEMPRE, SEMPRE & SEMPRE eu indico as fontes.
Outro exemplo, eu sou fascinada pelo Blog dos Crentassos (o Cristiano que não leia isso porque vai ficar se achando... eheh). E volta e meia, nas nossas segundas-feiras eu trago um texto que li por lá. E faço questão de citar a fonte - e não raro aviso os editores de lá do meu "roubo". Sabe porquê? Porque é um blog legal e eu adoraria que mais gente pudesse ter acesso as coisas legais de lá... 
E assim, eu espero que façam comigo.
Porque nada mais feio do que você acessar um blog, portal, site, etc, e ver um plágio-cara-de-pau no ar. Ain... eu sinto vergonha alheia.


terça-feira, 16 de agosto de 2011

Frase | Casamento, Amor, Amizade


Se você não está casado com seu melhor amigo, terá um grande problema em algum momento. É por isso que o número de divórcios é tão alto. Porque não dá pra saber se existe amor até algo dar drasticamente errado. É nessa hora que descobrimos se existe uma base sólida e se estamos com a pessoa certa.

{E você que nunca imaginou que ele pudesse dizer algo tão verdadeiro, né?}

P.s.: Não lembro onde peguei essa imagem, mas acho que foi no WeheartIt


UPDATE:
A @mairadutra me pediu pra mandar a entrevista do Ashton na CLAUDIA  pra ela, por email. Sendo assim, achei interessante postar aqui pra vocês também. Basta clicar na imagem para aumentar, okey? Abraço



domingo, 14 de agosto de 2011

Pai


Ser pai representa a maior responsabilidade que um homem pode carregar sobre seus ombros. Significa abrir mão de alguns sonhos, horas de sono e viver eternamente preocupado. (...) Mas apenas quem é pai sabe como são recompensados os homens que foram escolhidos por Deus para desempenharem essa tarefa.
(Autor Conhecido)

Feliz Dia dos Pais

{Digam-me se um sorriso desse não é recompensa a altura... Coisa fofa!!}

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

u mêu pái

Nada como começar um texto para o dia dos pais com aquela voz de Henri Cristo dizendo: u mêu pái! HEHE! Só pra descontrair...
É que meu pai é meio assim: descontraído. E muito workaholic. Por sinal, é essa uma das coisas que eu mais admiro nele. Aquele tipo de coisa que inspira sabe?! Que a gente olha e pensa: Poxa! Eu quero ser assim. Não lembro a última vez que o vi tirar férias; quer dizer, até lembro... acho que eu tinha no máximo uns 8 anos, ele tinha um fusca e morávamos numa casa com coqueiro, mangueira e mamoeiro e - como dá pra perceber - o quintal era enorme. Mas ele ficou de férias do emprego oficial e logo arrumou uns trabalhos freelancer só pra se divertir. Se ele deixou de dar atenção a gente pra trabalhar? Deixou. Mas ninguém ficou frustrado, traumatizado, nem entrou em depressão por causa disso. Ao contrário. Desde cedo a gente (eu e minha irmã) aprendeu o valor do trabalho.
Meu pai começou de baixo... de baixo mesmo. Trabalha desde os 9 anos de idade e desde sempre sabia que seria dono do seu próprio negócio. Um negócio pequeno ainda. Mas com mais de 10 anos de mercado com clientes satisfeitos e trabalho muito bem feito.
Eu sempre o admirei por isso e por outros milhões de coisas.
Menina tem pelo pai aquela admiração que se traduz nessa frase: Quero casar com um homem feito meu pai! E é mais ou menos assim que (até hoje) me sinto (Que pressão ein noivo? rsrs). Ele tem um jeito diferente de apoiar e de nos fazer andar com as próprias pernas. Além disso, o seu modo de nos corrigir é realmente particular e somente a gente sabe quanto dói aquele olhar de reprovação...
Ele morre controladamente de ciúme da gente. E quando a gente o abraça é como se um mundo inteiro de carinho e cuidado também nos envolvesse. Ele é meu ícone de profissional, chefe e homem. Como minha mãe diz: é a nossa suprema corte. E dentro de casa tem três mulheres (eu, minha mãe e minha irmã) completamente apaixonadas por ele.
Eu gostaria de oferecer-lhe os melhores presentes do mundo. E aí ele vai dizer que o melhor presente que a gente pode dar é a obediência (hehe).
Ele tem meu respeito, minha admiração e todo meu amor.


Dias dos pais feliz é pra quem tem um pai como o meu, e ai seria Dia dos filhos felizes.
E acho que é bem por aí!

Te amo meu chuchu*!!

* é como está gravado o número dele no meu celular ;)

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Beaute | 11 Top Dicas

Estava reparando que faz um MEGA tempo que nas nossas quintas não falo sobre duas coisas: 1) Maquiagem; 2) Moda para Homem. A primeira tem uma boa explicação, já a segunda é meio que falta de tempo para pesquisas mesmo. É que nos últimos meses minha irmã - maquiadora (quase) profissional - montou um blog com resenhas e tutoriais muito legal, sobre tudo que envolve sombra, blush e pinceis. Por isso dei uma paradinha por aqui pra acompanhar lá ~ O blog é bem legal e você pode ficar a vontade pra passar lá: Totalmente Demais.
Mas aí, passeando por aqueles it blogues achei um post muito válido no Dia de Beaute, da Vic Ceridono: 11 top dicas de Pat McGrath, a maior maquiadora do mundo!


1. Base translúcida é a mais indicada para quem tem sardas, permite que um pouco da pigmentação aparece. Sardas são bonitinhas!

2. Corte os cílios postiços para ficarem próximos do tamanho dos seus naturais. Deixe o canto externo um pouco mais longo para dar a impressão de olhos maiores

3. Nunca adicione água para “ressucitar” seu rímel – isso arruina a fórmula

4. Se sua maquiagem mudar de cheiro, textura ou cor, jogue fora (já falei sobre isso aqui no post sobre validade)

5. Lápis são melhores de apontar depois de algumas horinhas no freezer, já que ficam mais duros e menos grudentos

6. Evite muito brilho em peles maduras, isso pode ressaltar imperfeições e linhas de expressão

7. Para ficar com a pele perfeita, sempre aplique maquiagem escura nos olhos ANTES da base – isso permite que você limpe os resíduos de sombra embaixo do olho

8. E aplique a base ANTES do corretivo. Depois da pele unificada, use o corretivo para correções pontuais como espinhas e olheiras

9. Se você não curte gloss, pode se beneficiar do efeito “lábios cheios” aplicando o produto só no centro da boca

10. Outra dica para ganhar volume & definição nos lábios: aplique um iluminador tom de pele no “v” do lábio superior

E para terminar...

11. Seja criativa! Nunca tenha medo de experimentar novos visuais, maquiagem é diversão!

Pra ler todo o post, inclusive algumas informações sobre a Pat, clica aqui

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Cadernos

É engraçado. 
Cresci numa copiadora, no meio de vários rolos de papel, no meio de papel comum (que vocês conhecem) e no meio de sobras dele (que a alguns anos reciclamos e transformamos em milhares de bloquinhos de papel).
Penso que, de certa forma, isso influenciou na minha fixação por esse tipo de coisa. Estava olhando meus cadernos e blocos de anotações e percebi que os tenho em grandes quantidade - três moleskines na bolsa e três cadernos no carro.
É coisa de louco mesmo.
Percebi que tenho milhares de textos, contas, lembretes e outros tantos rabiscos (e ainda tenho três blogues) nas minhas outras páginas. O que se deve - e eu acredito nisso piamente - a minha mania de esquecer as coisas. Por isso, por tudo e por nada escrevo em todos os lugares, toda hora ou então dou adeus a ideia, pois se não escrevo minha mente não grava.


Isso é coisa de gente que tem pensamentos frenéticos e alucinantes, e que precisa de mais de uma cabeça grande pra guardar. Como só tenho uma cabeça grande fica difícil, né?*
* Ah, gente de pensamentos frenéticos e alucinante precisa deixar sempre uma pergunta para concluir suas frases, né? rsrs
Esse texto é exemplo disso. A ideia veio a minha mente e corri logo para esquecer num de meus cadernos. Só não imaginei que fosse ficar razoavelmente grande... e a medida que vai crescendo o número de linhas empenhadas em sustentar cada uma de minhas palavras, eu vou ficando sem entender porque ainda não parei de escrever.
Coisa de gente maluca.
Coisa de gente que tem seis espaços para anotações, três blogues para opiniões e duas faculdades em andamento para terminar de endoidar.
Coisa minha, né?

P.s.: a copiadora é essa ~ Copytec (pode curtir lá)

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Quem é rico mora na praia...

Quem mora perto da praia precisa ter um cuidado especial com os moveis por causa da maldita maresia. Por isso que nas casas de veraneio a maior parte da mobília é de madeira. Além disso, é indicado que os eletrodomésticos como fogão, geladeira e lavadora de roupas sejam revestidos com um tipo de adesivo para aumentar a durabilidade do metal que os reveste. Cortinas, por exemplo, não são indicadas pois com a ação do tempo e da maresia mofam e cheiram mal. O ideal é usar persianas que contenham na sua composição uma parte de impermeabilização. Cadeiras, sofás e todos os tipos de revestimentos devem ter tecidos impermeabilizados, parecidos com plástico. Há também os mais aveludados ao toque, que possuem a mesma função.
Quanta coisa não? Deve ser por isso que cantam dizem que 'quem é rico mora na praia', hehe. Ricos como somos - é mentira! - eu e o noivo escolhemos morar (quase) na praia e por isso temos optado por manter (tanto quanto podemos) o mobiliário de madeira. Inspiração não nos falta:

Reparem nos assentos estofados amarradinhos... Acho lindo!

Sofá de madeira é uma ótima solução.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Paciência

A paciência deve ser irmã da sabedoria e, certamente, elas sempre andam juntas... Uma vez que sempre que somos pacientes, acabamos agindo com sabedoria. E se usamos a sabedoria, somos pacientes. Várias situações dos últimos meses me fizeram caminhar em direção a constatação de que não tem jeito; para um bom convívio (seja lá com quem for) é necessário doses "cavalares" de paciência. E não confunda paciência com "ser feito de besta"! Temos uma natureza egoísta e por isso existe em nós a tendência da 'vítima'. Em tudo somos a vítima: nas brigas do casamento, nos desentendimentos com os pais, na falta de atenção dos amigos, no trânsito (principalmente!!!), na internet e etc. Na maioria dos casos, parecemos crianças mimadas, mesmo que nunca tenhamos sido uma delas...

Um bebê tem a inocente consciência de que o mundo gira ao redor dele, ou seja, que todas as coisas funcionam em favor dele. Mesmo depois que crescemos ainda sentimos resquícios dessa consciência em nós. E a paciência é uma grande colaboradora para a manutenção (e contenção) do nosso egocentrismo...
Além disso, se você não pretende viver sozinho no mundo, então vai precisar conviver. E para conviver (meu caro telespectador leitor) é preciso muita (muita mesmo) paciência.

"Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino". Apostolo Paulo na 1ª Carta aos Coríntios Cap. 13 vs. 11

Enquanto escrevia eram essas palavras que me vinham a mente. Acredito que quando Paulo escreveu esse trecho dessa magnifica carta, estava falando justamente disso. Não de paciência em especifico, mas da mentalidade infantil que ainda guardamos. Entendo essas frases como um despertamento ao amadurecimento, sem esquecer, claro, que esse processo jamais termina...



{Esse texto foi patrocinado pelo status do meu facebook: Paciência deve ser um dos grandes segredos para uma convivência feliz... né?}

Inspire-se

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Elie Saab e porque ele está aqui

É o seguinte, as imagens a seguir são da coleção de Outono-Inverno do Elie Saab e eu até agora não sei porque não postei antes só consegui postar agora. Tem tantos vestidos inspiradores para noivas, madrinhas e para festas em geral que vale a pena deixar registrado aqui:

E se eu tiver me apaixonado por esses dois? Como faz?

Encantada por esse da sua direita *_*

O que é este 2º?! #DESEJO 
Esse 1º está uma graça! Um na cor branca por favor!

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Eu Acredito no Casamento

Em alguma capa de revista que agora não lembro qual vi a notícia estampada que o número de casamentos no Brasil nunca foi tão alto. Principalmente, entre os divorciados que apesar de terem, digamos, fracassado no casamento anterior continuaram acreditando nessa instituição.
Acredito {mesmo} no casamento! Não simplesmente porque estou noiva, mas principalmente pela educação que tive e pelo casamento dos meus pais, que este ano comemoram bodas de prata. É interessante, pois sempre enxerguei o casamento sem muitas ilusões (mas as tenho, e tenho consciência disso). Sempre tive noção que "festa de casamento" é uma coisa e casamento é outra. Convivência, arestas a ser aparadas, defeitos, carinho, discussões, atenção, divergências e flexibilidade {dentre outros} fazem um relacionamento de verdade. Jamais tive (e nem tenho) a intenção de formar uma família perfeita, de ter um marido perfeito e de ser uma esposa perfeita. Mas assim como, nesses dias de preparação, tenho aprendido: é preciso ter muita paciência, coragem e amor pra fazer tudo dar certo.
Tenho visto por aí que (aparentemente) casar está na moda! Confesso que o mundo das festas de casamento é deslumbrante, um sonho... e olhe que nem comecei a preparar a minha e nem sei se vou. Sou uma admiradora deste mundo e até já pensei em seguir para área, mas descobri que não é tão simples assim... Bom, voltando ao assunto...


Creio que essa é, para muitos, uma instituição fracassada. Que a vida inteira ao lado de uma pessoa é muito tempo e que existem inúmeras possibilidades no mundo, para que nos comprometamos com uma só. E não estou falando simplesmente de fidelidade. Casamento é mais que isso. É companheirismo. É lealdade. É saber honrar a pessoa com que se está. É muita amizade. E muito amor. Não o sentimento. Mas amor-atitude; ou vocês acham que o amor que Paulo fala em I Corintios 13 é aquilo que a gente sente? Não! É aquilo que a gente faz. É um esforço diário. É uma escolha diária. E é muita coragem.
Vejo rapazes e moças um tanto desesperados para casar. Numa busca desenfreada por qualquer 'bom partido' e uma busca mais louca ainda por uma festa de casamento impecável e inesquecível. É claro que também desejo um momento inesquecível. Mas não enlouquecer (e nem me endividar) por causa disso. Logo eu que já sou meio louca por vida...
Tenho metas ainda maiores para minha vida pós (e para) lua-de-mel para ficar quase um ano pagando um álbum, um bolo, umas cadeiras e algumas flores. Não estou desmerecendo que age assim... Sonho é sonho e cada um sabe até onde pode com o seu.
Sei até onde posso com o meu; e o maior sonho que tenho é ser uma boa esposa, uma companheira e uma amante daquelas... dentre outras coisas.

Imagem

terça-feira, 2 de agosto de 2011

5 Coisas Que Eu Deveria Ter Feito Nas Férias

1. Viajar
Férias parece ser sinônimo de viagens, não é? Bom, pra mim não! O lugar mais distante que fui deve ter sido o Shopping Recife e suas adjacências. Parece que viagens não é e não será sinônimo de minhas férias tão cedo...


2. Acordar Tarde
Quando era menor {antes dos doze} férias pra mim era a época que eu tinha pra acordar tarde. Como sempre estudei pela manhã, eram esses os dias que tinha certeza que poderia dormir até acordar... hehe! Mas faz tempo que essa lembrança ficou pra trás junto com a sensação. Não consigo acordar tarde nem nos fins de semana...


3. Assistir Desenho Animado {até cansar}
Todo mundo sabe que eu adoro desenho animado e lembro de uma época em que as férias era o momento que eu passava o dia INTEIRO na frente da televisão assistindo a programação dos desenhos. De Ursinhos Carinhosos a Cavaleiros do Zodíaco. Hoje em dia, assistir desenho animado só se for no cinema... e olhe lá. Não estreou nenhum nessas férias =(


4. Fazer Check-UP
Minha culpa! Eu confesso! Deveria atualizar meus exames, principalmente os hormonais e não fiz nada disso. Antes, fico aqui escrevendo posts do que deveria ter feito e não fiz... hehe.


5. Fazer Compras
Sério! No mês de férias minhas idas aos shoppings aumentam, junto com as promoções tentadoras e o rombo na carteira também. Mas esse ano, em especial, eu não consegui gastar comigo (ainda!).

Agora é esperar dezembro pra atualizar metade dessas coisas aí, ou fazer outras totalmente novas... {será?! rs}

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Pra sempre, sempre acaba

Conversava com o noivo, numa dessas semanas, sobre a nossa finitude. Sobre o quanto somos pequenos, sobre o quanto somos pó mesmo... Isso o deixou pensativo, isso me deixou pensativa. E então, quando encontrei esse magnífico texto lá no Blog Genizah que fala exatamente desse sentimento do "ser eterno" que todo homem tem, e da desilusão que é amadurecer e perceber que nada somos... não pensei duas vezes antes de colocar aqui. Vale muito a leitura!


"Ele fez tudo apropriado há seu tempo. Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade; mesmo assim este não consegue compreender inteiramente o que Deus fez”. Ec. 3:11

Depois de certa idade você começa a entender que tudo na vida é passageiro, fugaz, demasiadamente breve. Hoje, existe; amanhã, quem sabe? Esta é uma das grandes chatices da vida, nada é pra sempre; pra sempre, como poetizou Renato Russo, sempre acaba...

Eu já vivi a ilusão de que algumas coisas na existência eram pra sempre. Ah, como isso me fazia bem... Mas não era real... Hoje penso que, às vezes, é melhor acreditar numa boa ilusão do que ter de encarar uma dura realidade. Pena que meu pragmatismo não me permita viver com tal regalia.     

Houve um dia em que eu pensei que seria jovem para sempre, mesmo que meu corpo viesse a sofrer os desgastes próprios do tempo. Hoje, na meia idade, percebi que o envelhecimento não tem nada a ver com a degeneração do físico, mas com a perda da inocência, da irreverência, da anarquia, da capacidade de sonhar sonhos impossíveis.

Houve um tempo em que eu pensei que os amigos seriam amigos para sempre. Ao depois, entretanto, percebi que as amizades acabam por tornarem-se circunstanciais, algumas, inclusive, são meramente calcadas em interesses, outras, desfazem-se quando mudamos de endereço, de telefone, de empresa, de igreja... Constatei que minhas amizades, quais pedras de barro, foram se esfarelando até tornarem-se apenas poeira que cobre os meus pés exaustos de tanto chão.

Houve um tempo em que eu pensei que a paixão seria para sempre. Mas paixão é “bicho” indolente, foi feita pra voar, não para viver presa, por isso não é possível aprisioná-la na “gaiola” do coração humano. A paixão é como foguete de São João, quando despertada, rasga o céu com exuberância e desenvoltura, depois, todavia, desvanece, silencia, some na escuridão da noite do ser.   

Houve um tempo em que eu “vivi a ilusão de que ser homem bastaria”. Mas aí eu cresci, senti a necessidade de ser gente, quis ser reconhecido, singular, irrepetitível. Ser gente é mais do que simplesmente ser homem, pois homens não duram pra sempre. Aos poucos, entretanto, percebi que meus sentimentos se complexificaram, que minha alma tornara-se “sofisticada”, que minha consciência, momentaneamente iludida, imaginara ter evoluído a tal ponto de prescindir do meu coração. Sendo gente, pensei, jamais serei esquecido, ignorei o fato de que tudo na existência ruma para o irremediável, sucumbe em silêncio e solidão.  

Houve um tempo em que eu sentia estas coisas... Tudo isto invadia minha alma como raios de sol que rasgam as frestas da velha janela, até que atentei para o fato de que o único absoluto da vida é Deus, tudo o mais, sendo relativo, é passageiro e finito. Deus colocou a eternidade como pulsação interior no coração do homem, mas este, não compreendendo as dimensões e implicações deste estado pós-matéria, tenta tornar eterno aquilo que é apenas temporal.

De fato, pra sempre, sempre acaba, pois, no final desta estrada na qual todos nós estamos caminhando, existe uma grande placa onde estão presentes os seguintes dizeres: “Fim da Linha! Bem vindo à eternidade!”. Nesta nova dimensão pós-existencial, pra sempre é pra sempre mesmo, pois Deus assim o diz, e Sua Palavra, para mim, é mais do que suficiente para me fazer crer. E para você?

Tempo

Ilustração: Freepik Tempo, não desejo que passes devagar. Tão pouco concordo em passares rápido demais. Apenas passe no seu tempo e n...