Páginas

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

E daí?

No final de semana passado eu morri de chorar me emocionei com a 14ª (é isso mesmo?) edição do Teleton Brasil¹. Foram muitas histórias de superação que nos serve como exemplo para, principalmente, parar de reclamar da vida... O SBT fecha a programação deles por dois dias para pedir ajuda aos telespectadores. E independente do que tem por trás disso, acho nobre da parte do Grupo Silvio Santos.
Acontece que o programa já passou e eu, como milhares de brasileiros, não liguei, nem ajudei, só fiquei assistindo os números virarem e eles conseguirem ultrapassar os 24 milhões de meta para construir uma nova unidade da AACD em São Paulo.
Aqui em Recife tem uma AACD e nós sabemos da importância dessa unidade para milhares de pernambucanozinhos. Sim, mas voltando... hoje eu li em algum lugar sobre onde a gente pode fazer doações pra AACD independente da época do ano e resolvi compartilhar aqui.
Mesmo que seja simplesmente para despertar os meus poucos e fiéis leitores a simplesmente pensar um pouco sobre isso.
E daí?
E daí que se cada um de nós resolver colaborar de alguma forma teremos um somatório de formas para melhorar a vida das pessoas, e a nossa...



[1] Criado em 1966 nos Estados Unidos pelo ator Jerry Lewis, que teve um filho deficiente físico, o Teleton é realizado em mais de 20 países da Europa, América do Norte e América do Sul, anualmente. A América Latina possui uma organização dos países que realizam o Teleton, a Organização Internacional dos Teletons (Oritel). O objetivo da Oritel é favorecer a troca de conhecimento entre os países e instituições, além de possibilitar uma melhor integração entre aqueles que visam uma sociedade mais justa e produtiva para os deficientes físicos de todo o mundo.
As empresas que apoiam causas sociais, como o Teleton, são preferidas por consumidores e formadores de opinião. Fonte


Nenhum comentário:

Postar um comentário