Páginas

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Steve Jobs


Eu não sou da área da informática, nem cultuo as coisas fantásticas que ele fez, mas receber a notícia que Steve Jobs morreu me tocou. Tocou porque não consigo mencionar outro gênio com a inteligência e carisma daquele cara. Não adianta, Bill Gates não tem carisma, apesar de (eu) usar o windows e todos os seus aplicativos, desconfio que nada seria como é sem o Jobs.
Ah, e menção seja feita ao Steve Wozniak parceiro de Jobs e mente criativa da Apple.

RT @KYLELANEY Bill Gates put a computer in every household, but Steve Jobs put one in every pocket.

E é verdade. A Apple revolucionou (quase) tudo no mundo da informática. E eu que nem sabia que o Jobs já foi dono da Pixar. E a partir disso tudo mudou nos parâmetros de animação. Ele parece que estava no mundo justamente para isso, para revolucionar tudo o que tocasse.

Você pode me dizer: mas ele era louco, não sabia o que queria. Saiu e voltou para Apple. Foi a Índia, se envolveu em grupos rare krishnas e acreditava em vidas passadas.

Bom, eu consigo admirar um cara e não concordar com várias coisas que ele faz. É assim com Jobs. Mas eu admiro mais que discordo. E eu sinto muito pela sua morte. Crendo, é claro, que seus vários súditos colaboradores se esforçarão para continuar (na verdade eles já faziam isso sem o Jobs) inovando. Porque isso, sem dúvida, é papel da Apple.

O vídeo abaixo é do filme antigo Piratas do Vale do Silício - que eu assisti uns semestres atrás na faculdade.  Ah, fica MUITO MAIS LEGAL quando você conhece linguagem de programação. Mas é muito bom mesmo que você não saiba nada sobre informática.



Para assistir as outras partes CLIQUE AQUI.

#thanksJobs

Um comentário:

  1. Estava na aula quando soube de sua morte, fiquei muito triste, pois tenho muita admiração por ele e estudando Sistema de informação aumentou mais ainda! Uma perca no mundo digital!

    ResponderExcluir