Páginas

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Sobre a vida simples


Uma coisa que eu admiro muito no André é como ele simplifica as complicações da vida. Não que tudo fique mais fácil, mas do jeito que ele age, fica mais simples e isso me traz um alívio considerável.
Pensando sobre simplicidade e descomplicações (coisas que necessito no momento) percebi que temos - eu pelo menos tenho e reconheço! - a tendência de nos 'fazermos de vítima'; vítima da vida mesmo. Nos compadecemos de nós mesmos e resolver os problemas que é bom... Bom, acabamos deixando que eles se resolvam sozinhos - exceto alguns casos - até que nos livremos deles pela 'lei do menor esforço'.
Daí que viver uma vida com simplicidade e sem grandes problemas não quer dizer "viver uma vida perfeita" ou esperar que nenhuma complicação nos atinja. 
O André sempre me fala que viver com felicidade é poder resolver os problemas que se tem, e não viver sem eles. E estou percebendo que é bem por aí mesmo... e que eu aprenda isso rápido.

Um comentário:

  1. Esse gene do "deixa andar" vem aqui de Portugal. É a nossa característica principal. Feliz ou infelizmente vocês acabaram por herdar também um pouco do nosso "deixa andar que logo se resolve". :)

    ResponderExcluir