Páginas

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Assombrosamente Maravilhoso

Desde que "caiu minha ficha" quanto a gravidez (vou falar muito disso nos próximos dias, vocês aguentam?) esse louvor escrito pelo Rei Davi e que se encontra lá nos Salmos (139) tenho pensado ardentemente nesses versos. Em especial nas 'estrofes' 13 e 14:


Pra falar a verdade, acho difícil que uma mulher que esteja gerando um bebezinho fique aquém de qualquer forma de espiritualidade. Pra falar BEM a verdade, acho muito difícil que uma mulher que esteja gerando uma vida dentro de si não consiga perceber algo de divino em todo esse processo.
Quando Davi diz: "visto que por modo ASSOMBROSAMENTE MARAVILHOSO me formaste" até me emociona. Eu fico pensando no 'pequeno' que está crescendo - rapidamente - dentro de mim, o quanto ele está crescendo forte e como os médicos dizem que será um meninão (owwn!). Eu vou tomando percepção do cuidado com que Deus formou meu corpo para que formasse outro corpo. Logo eu, que nem sou cheia dessa saúde toda.
Quando a gente começa a pesquisar, estudar e se informar sobre todo o processo que a criança passa na gestação para tornar-se aquele 'serzinho' miúdo (uns nem tanto), fofo, gostoso, (in)dependente e tão cheio de vida é impossível não ver a 'mão de Deus' em tudo aquilo.
Claro que não estou dizendo que aquelas crianças que - aos nossos olhos - nascem com imperfeições não tiveram o cuidado do Senhor. Mas com a vida delas e das pessoas ao redor o plano é outro.
Cada dia creio mais que Pietro vem a este mundo com um propósito. Que talvez não estivesse nos meus planos para "tão cedo", mas que COM CERTEZA estava nos planos de Deus.
"E a minha alma o sabe muito bem".

Boa semana
Marcela  

Nenhum comentário:

Postar um comentário