Páginas

sexta-feira, 25 de maio de 2012

O que quero falar

Já fui e voltei nessa página várias vezes desde ontem. Quando a 'falta de assunto' não é o motivo, o choro de Pietro é a justificativa.
Fico por aqui arrumando outro assunto para não cansar vocês... Eu mal tenho vindo aqui (uma vez na semana no máximo) e quando venho só consigo falar de UMA coisa. Vocês podem dizer que não, mas cansa vai! Isso não é problema. Problema seria se o cansaço fosse meu, cansaço de falar do meu filho... Já pensou? Taí uma coisa que nunca vou sentir: cansaço de falar do meu pequeno.
Cada dia é uma nova experiência, novo peso e bochechas cada vez maiores (hehe). E se por um lado eu me sinto exausta com essa 'nova vida', por outro eu quero curtir - e estou curtindo - cada detalhe. Daí que tenho sempre algo a dizer - e muito mais a perguntar.
Reconheço que filho deveria mesmo vir com manual. Li vários livros, acompanhei vários sites, ouvi muito a minha mãe, avó, sogra e outras mães. Saí retendo o que era bom, o que eu concordava, o que André concordava e por aí vai... Mas ainda me sinto TÃO despreparada.
Despreparada para vida propriamente dita daqui para frente. São vários desejos misturados. São inúmeras limitações que eu não tinha antes. Uma dependência que eu sabia que iria sentir. Mas que agora eu não posso controlar.
Acho que meu despreparo consiste principalmente no 'descontrole' de tudo que tenho vivido. Não me entendam mal. Não tem muita bagunça por aqui, mas eu, que sempre fui super-controladora agora estou derretida por um pedaço de gente de 52 centímetros que dita como será todo o meu dia. Agora TUDO gira em volta dele, inclusive tudo o que eu quero falar... (percebeu que acabei falando ainda mais dele?)

5 comentários:

  1. rsrsrs...ee mamãe babona! e como não ser né...
    Flor relaxa, só o tempo ensina, certamente, nesse 1 mês e meio (+/- isso né?) você já descobriu coisas que não imaginava sobre bebês, já viu que agora tem muito mais força que antes e que é bom sim absorver conselhos, mas que sempre achamos que podemos fazer melhor do que tudo o que nos dizem.
    Então aproveita muito, não sei se você vai trabalhar após uns meses, eu fiquei só 5 meses com o Max e certamente perdi muita coisa desde então. O dia a dia com um filho é um aprendizado único, se puder, faz um diário (se é que já não faz), registra tudo sobre ele e sobre você, cada coisa boba que te faz rir de alegria ou chorar de emoção, porque depois a gente esquece, vai lembrar de momentos por fotos ou vídeos, mas os detalhes são tantos, todos os dias, que daqui um tempo será muito bom relembrar com exatidão.
    Bjs, estou curiosa pra ver a carinha do teu gatinho..

    ResponderExcluir
  2. É inevitável querida, e é tão gostoso, não se repreenda, escreva o que tiver vontade e a gente vai continuar adorando!!

    Aproveite o momento, passa tão rapidinho.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Curta muito seu baby, e venha sempre aki contar pra gente. Afinal, mesmo de longe, também queremos curtit ele!

    Quanto ao controle, assuma que ele controla por enquanto, e, quem sabe, num futuro, isso mude?

    Beijo

    Ah, dê um beijo nas bochechonas deste gatinho por mim!

    ResponderExcluir
  4. :) Fale, escreva à vontade. Este é o seu blogue, o reflexo da sua alma. :)

    ResponderExcluir