quinta-feira, 28 de junho de 2012

2 meses e toda sua gostosura

Minha mãe passou o tempo todo primeiro mês de vida do Pietro dizendo o quanto os meses seguintes àquele passariam rápido. Eu e o André ainda aprendendo, ainda curtindo e ainda achando que o tempo estava pra lá de devagar, desacreditamos. Mas aí o primeiro mês passou. Pietro deu seu primeiro sorriso, prestou atenção no que a gente fala, passou noites acordado e dias dormindo, passou dias acordado e noites dormindo, passou alguns dias inteiros no peito mamando, chupetando e chorando desesperadamente quando o 'mamá' escapa da boca. Ganhou mais um quilo e um monte de centímetros - agora pesa 5kg e tem 56,5cm de pura gostosura. Foi ao escritório, ao restaurante, ao shopping - o que rendeu uma bela bronca da pediatra - e a faculdade da mamãe (todos os dias de prova).
E então o segundo mês chegou... muito mais rápido do que minha mãe disse. De cá a gente vai curtindo ao máximo e como pode. Bom demais!


quarta-feira, 27 de junho de 2012

Sobre a moda que me chama atenção

Quem disse que mãe recém-nascida só pensa em coisas de criança? Bom, isso ocupa quase 80% do meu pensamento sim! Fico de olho até em coisas que já tenho... como carrinho, berço, guarda-roupa e por aí vai. E quando o assunto é roupinha de bebê... MEU DEUS! A gente endoida. É cada coisa linda que dá vontade de dar uma de maluca e estourar o cartão - porque eu nunca vi umas roupinhas tão caras e que se perdem tão rápido quanto as de criança.
Mas vamos ao assunto de hoje:
Muita coisa que é tendência nessa temporada de inverno tem me chamado atenção. Sem, porém, esquecer de algumas peças que se tornaram 'desejo' do verão. Daí que já faz tempo que estou ensaiando um post com minhas escolhas. Segue:





segunda-feira, 25 de junho de 2012

Pensamentos soltos sobre casamento

Esse post surgiu numa noite em que eu estava do lado de cá. Na casa dos meus pais. Esperando o marido chegar de um evento que foi com alguns amigos (e amigas). Quanto a mim, como vocês sabem, sou 'mãe de família' e o pequeno Pietro completa hoje um mês de idade (é festa!!!). Conclusão: nada de sair, o negócio da amamentação com livre demanda é estar a disposição do bebê.
Daí que estava pensando sobre a instituição casamento. Sobre no que funciona - e o que não funciona - no meu casamento.
Por mais que minha mãe diga que eu não fui educada para casar (E pode até ser). Sinto que fui sutilmente instruída a amar desesperadamente o meu esposo. Além de respeitar e aceitar sua individualidade. 
Sou 'entupida' dos defeitos. Vocês sabem... Mas - sem falsa modéstia - creio que sou mais compreensiva que muita gente por aí.
Creio que o meu casamento funciona como uma parceria (e não é assim que deve ser?). Meu marido é meu amigo e sabe que também pode contar comigo. A gente é "meio que" comparsa... e mesmo quando discordamos um do outro, nos respeitamos. Pois respeito é fundamental.
Acredito que cada casal tem seus próprios pilares para fazer dar certo - ou dar errado. A palavra-chave para o sucesso na minha humilde concepção é AMIZADE. Muita! E das sinceras, por favor.
Quando Pietro nasceu e foi uma loucura surpresa, o André mostrou o que é ser amigo de verdade. Cuidou de mim, da casa e de todo o resto. Tive muita ajuda da minha mãe e da minha sogra. Mas tenho certeza que se não tivesse nenhuma das duas, teríamos nos virado bem, só nós dois.
Por esse, e por tantos outros motivos é que me esforço bastante para romper com meu egoísmo crônico e atender a seus pedidos/desejos. Ou simplesmente, para não implicar com o futebol.
E assim seguimos.
Com um companheirismo potente que não deixa que a chama se apague... E que seja assim sempre.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

A minhas amigas

Eu poderia falar sobre diversas coisas, mas hoje me reservo ao direito de falar de minhas colegas de faculdade. Como vocês devem ter reparado, Pietro chegou de surpresa em todos os sentidos... [a notícia da gravidez e o parto não foram programados]. Controladora, como sou, organizei minha rotina de modo que após sua chegada - que seria durante o período letivo - eu conseguisse tempo hábil para fazer as provas e concluir o semestre.
Consegui.
Acabo de ver meu boletim e - apesar de não ter frequentado UMA aula da 2ª unidade - passei com boas notas. E devo tudo isso a minhas amigas de faculdade que me enviaram os assuntos, questionários, revisões e tudo que foi ministrado nessa segunda fase do período por e-mail, telefone e etc.
A preocupação e cuidado que tiveram comigo - e com Pietro - foi um presente que eu não esperava receber. A consideração que me doaram é coisa rara hoje em dia. Por isso venho, por meio deste, agradecer o companheirismo e parceria dessas meninas com a minha pessoa.
Obrigada!!

P.s.: E se eu disser que Pietro foi todos os dias comigo fazer prova vocês acreditam? Se a pediatra dele souber... me mata :X



quarta-feira, 13 de junho de 2012

Dia dos namorados a três

Ontem, aqui no Brasil foi celebrado o dia dos namorados (véspera do dia de Sto Antônio - santo casamenteiro). E eu estava analisando cá com meus botões sobre nossa nova condição. Não simplesmente de ter um rebento para nos dividir a atenção, mas na condição de casada. De agora dividir teto, cama e banheiro - dentre outros. Ver e viver os piores momentos um do outro, e os bons também. Ser ao mesmo "uma só carne" e ter sua individualidade sadia.
Creio que o meu casamento é um namoro reforçado. Pois mesmo depois do nascimento de Pietro, do cansaço, das novidades, da vida a três; sinto como quando erámos apenas namorados. Como se estivessemos acampando com um bebezinho do lado (hehe). Curtindo muito e aproveitando ao máximo.
Penso que ser assim é ser 'eternamente namorados'.

Fonte

segunda-feira, 11 de junho de 2012

sábado, 9 de junho de 2012

É uma delícia

Ain, apesar de todo cansaço, é uma delícia!

Quando dei por mim tinha escrito a frase acima na rede social. E me vi uma daquelas 'mães-clichê' que vocês conhecem bem... Percebi que disso não dá para fugir. E continuo a achar uma delícia (: 

Tempo

Ilustração: Freepik Tempo, não desejo que passes devagar. Tão pouco concordo em passares rápido demais. Apenas passe no seu tempo e n...