Páginas

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Dia dos namorados a três

Ontem, aqui no Brasil foi celebrado o dia dos namorados (véspera do dia de Sto Antônio - santo casamenteiro). E eu estava analisando cá com meus botões sobre nossa nova condição. Não simplesmente de ter um rebento para nos dividir a atenção, mas na condição de casada. De agora dividir teto, cama e banheiro - dentre outros. Ver e viver os piores momentos um do outro, e os bons também. Ser ao mesmo "uma só carne" e ter sua individualidade sadia.
Creio que o meu casamento é um namoro reforçado. Pois mesmo depois do nascimento de Pietro, do cansaço, das novidades, da vida a três; sinto como quando erámos apenas namorados. Como se estivessemos acampando com um bebezinho do lado (hehe). Curtindo muito e aproveitando ao máximo.
Penso que ser assim é ser 'eternamente namorados'.

Fonte

2 comentários: