Páginas

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Deus não prometeu




Por Alexandre Pepe Parabocz
(...)

Em minha vivência na área de saúde tenho visto muitas pessoas apresentando os mais variáveis tipos de moléstias e às vezes me pergunto diante da agressividade e crueldade de algumas patologias. Por quê? Qual o motivo para um Deus bondoso deixar na Terra doenças tão terríveis que reduzem seus filhos massas caricatas do que um dia foram?

Evidentemente não tenho resposta para tais perguntas, mas me lembro do que um amigo meu me disse um dia: “Deus é tão bom conosco que nos faz com 120 anos de garantia! Só morremos antes disso porque estragamos nosso corpo.” Talvez haja um misto de imprudência, fatalidade, plano divino e acaso em cada doença existente na terra. Talvez realmente muitas doenças sejam manifestações diabólicas. Só posso garantir uma coisa:

Diante da inevitável deterioração de nosso corpo seria muito mais prudente se preparássemos alguma bagagem para onde realmente passaremos mais tempo não acha?

Um comentário: