Páginas

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Maternidade e atividade física, será que é querer demais?

Já faz tempo. Desde meses atrás. Penso. Desejo. E até planejo. Voltar a fazer alguma atividade física. Pilates. Caminhada. Natação. Hidroginástica. E tantas outras opções me fizeram pensar, pesquisar, orçar e não conseguir decidir por nada. Principalmente porque... como está caro se manter saudável hoje em dia!! E nem me digam que 'caminhada' é de graça, porque para caminhar por aqui eu teria que pelo menos sair de carro para a pista mais próxima, que fica na Av. Beira Rio - Madalena, e gastar tempo e gasolina suficientes para pagar as aulas de jump da esquina. É sério!
Então resolvi ampliar a visão... e ali do outro lado da rua tem uma escola ~muito bonitinha~ de ballet. Além disso, tem ballet para adultos. Adultos iniciantes. Tomei coragem, fôlego, ânimo. E lá fui... para uma aula experimental.
"Muito bom pra quem nunca teve contato com ballet na vida" - foi o que a professora disse sobre mim depois de uma hora de plié, cambré e outros 'ês'. Tomei como um elogio. Gostei do ballet. Eu poderia muito bem ser feliz com aulas de ballet duas vezes por semana. É! Acho que seria bom. Melhoraria postura. Respiração. Disposição... Ballet faz bem pô!
E então, nada como dois dias intensos e uma noite no meio para nos mostrar os efeitos da "maternidade moderna".
Acordei A C A B A D A ! Passei três dias exausta. Mal humorada. Mal podendo segurar Pietro nos braços. Mal podendo me sustentar nas pernas.

Culpa do ballet? Não.
Culpa minha. Culpa da minha ansiedade.

Pietro tem 9 meses. Fazem 9 meses que fiz a primeira cirurgia da minha vida (uma cesárea). Fazem 9 meses que não durmo a noite toda. Fazem 9 meses que durmo, quando muito, 5 horas numa noite. Fazem 9 meses que minha disposição INTEIRA é dedicada a meu filho, meu marido e um pouco para mim.
Pensei BEM direitinho. Pesei meus problemas hormonais (hipotiroidismo precisando de check-ups). E percebi que estou querendo demais.
Atividade física é bom. Faz bem. Mas não dá pra incluir na minha realidade hoje. Essa é a verdade. Não é 'corpo mole' não. É sono e cansaço acumulado mesmo. Simplesmente não dá pra dormir menos horas e tentar correr antes do nascer do sol. Não dá.

Dos pequenos sacrifícios que a maternidade exige, aqui está mais um deles.


4 comentários:

  1. que tal yoga?
    Dá para relaxar um bocado, não?
    Mas você tem razão, ser Mãe já é um bom exercício. :)

    ResponderExcluir
  2. Pois é, já você já faz levantamento de Pietro, corridas de 100 metros rasos atrás de Pietro, hehe.

    Atleta profissional você!

    ResponderExcluir
  3. Waterfall,
    Yoga, pelo menos por aqui, está na lista dos "como é caro se manter saudável".

    Maíra,
    isso é verdade. O garoto está impossível.

    ResponderExcluir
  4. Aqui também, Marcela, aqui também...:((

    ResponderExcluir