Páginas

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Desventuras de uma festeira de primeira viagem: o que eu fiz de errado

Imagem: hwtm

O meu primeiro erro, com certeza, foi não ter contratado um fotógrafo. Dispensei essa opção, pois, minha irmã tem uma câmera semi-profissional e tem um jeito de fotografar que eu curto. Joguei a peteca na mão dela e contei com isso. De última hora, ela não pode ir para o aniversario do sobrinho. E tive que jogar a responsabilidade para meu cunhado, que também clica bem, mas que queria muito mais curtir a festa. O resultado foi uma quantidade de fotos resumida, e alguns cliques que gostaria de ter feito e não fiz. Não posso culpar o cunhado, nem ficar irritada com a minha irmã (que aliás fez muito para que nossa comemoração acontecesse), o erro foi meu. Poderia ter desembolsado um pouco mais e chamado um fotógrafo(a) legal para o serviço.
Fica o lembrete: nunca esqueça do fotógrafo(a)!

O meu segundo erro foi não ter escrito uma lista sobre o que fazer durante o dia. Passei meses a base de listas, riscando os itens prontos e organizando os que faltavam. Essa ferramenta ajudou muito a organizar tudo até o dia da festa. O problema é que justamente no dia fiquei um pouco perdida justamente porque não tinha me esquematizado. Por exemplo, fui buscar o bolo em Boa Viagem, que é no Recife, o kit festa em Jardim Paulista, que é em Paulista, e cheguei em casa em cima da hora, ou seja, enquanto me arrumava (não deu tempo de dar um grau no cabelo --" ) os convidados chegavam.

O meu terceiro erro foi não ter organizado um esquema de iluminação melhor. A festinha aconteceu ao entardecer entrando pela noitinha. É verdade que às 19:30h a maioria dos convidados já tinha ido embora. No entanto, como moro próximo a praia, escurece primeiro na minha casa que na sua. Eu me vali de um pequeno refletor que temos na garagem. Foi pouco. De última hora, instalamos uma mega lâmpada emprestada do vizinho numa das luminárias da garagem. E na outra colocamos uma lâmpada mais forte. O que poderia ter sido feito? Esse esquema poderia estar pronto antes da festa começar.

O quarto erro foi não ter usado tudo que montei para a festa. Como o quadro com o acompanhamento mês a mês que planejei colocar em cima da mesa do bolo. Ou, como o prato de bolo que esqueci no escritório. Ou mesmo as bandeirolas que deixei de lado por não ter tempo de pendurar nas grades do terraço e das janelas, como tinha planejado. Ou mesmo de ter esquecido das etiquetas para colocar o nome de quem deu os presentes para poder agradecer depois.

São coisas como essas, aparentemente pequenas, que a gente só percebe quando a festa já está rolando o quanto poderia ter feito melhor. Mas, como diz o título, essa festeira aqui é de primeira viagem. Daí que sair tudo perfeito, de primeira... difícil né?!
E será que tem algum jeito de sair tudo perfeito?
Bom, eu acho que não. Por isso que essas são lições e lembretes que guardo para as outras festinhas que virão. Ou vocês acham que vou me contentar com apenas a celebração do primeiro ano de aniversario?!

Assim seguimos

2 comentários:

  1. Amiga é assim mesmo! quem nunca esqueceu algo que atire a primeira pedra, colher, fosforo... enfim no 1 de kamilla esquecemos o Banner dela que tínhamos feito ao longo do ano pois tirávamos foto todos os meses até completar o primeiro aninho e no dia esquecemos Pense... Foi triste muito quase morri, enfim é a vida aprendemos com os erros mesmo!

    ResponderExcluir
  2. Pietro fará muitos anos, compense nas próximas!

    ResponderExcluir