terça-feira, 30 de julho de 2013

A vida off

weheartit

Faz um tempo que decidi descentralizar um pouco os temas do blog para tentar expor menos, a mim e a minha família. O exercício me fez bem. Na verdade sinto que, apesar da quantidade de tempo disponível para escrever não ser o suficiente, estou bem mais inspirada para falar sobre assuntos diversos.
Além disso, pesquisar temas que me chamem atenção, como os de organização, é um prazer que sempre tive, mas compartilhar aqui anda me fazendo um bem danado.

O blog não mudou muito de cara. Ainda sinto certa liberdade para falar um pouco de mim, não é atoa que mantenho o marcador 'diário de bordo', pois foi nesse intuito que esse espaço começou, e não quero que isso se perca. No entanto, me acostumei rápido a não dividir tantas coisas como antigamente.
Até porque estamos cada vez mais perdendo um coisinha chamada: privacidade, que lutamos tanto para conseguir.

Algumas pessoas até acham estranho a pouca quantidade de fotos, fatos, e check-ins no meu perfil, mas é porque o que gosto mesmo é de fotos reveladas, de álbuns para folhear; gosto de fatos de verdade, e de curtir certos passeios em off. Porque senão não tem graça... rs.

No mais, percebo que a vida fica ainda mais simples se a gente compartilha menos coisa na rede social. E isto é um exercício danado: compartilhar menos no facebook e viver a vida OFF. Afinal, a vida é isso né? É o que você faz quando não está logado. Pena que a gente, depois que vicia, demore a compreender...

Sei que ainda existem poucos blogs como o meu, que estejam mais interessados em tratar da vida que tratar de negócios. E também por isso desejo manter a essência radiante que sempre nos acompanhou. Até porque falar do que me interessa é também falar de mim, né verdade?! Espero que esse novo jeito de escrever e compartilhar no blog agrade a você, querido leitor, mas se não agradar... sinto muito. É assim que entendo que devo ser, e que, provavelmente, continuarei.

Assim seguimos.

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Gracinhas de Links para o começo da semana

Gostei dessa história de indicar coisas legais para vocês. Aqui vão mais alguns links lindos, inspiradores e até emocionantes:

Vídeo | A Second a Day from Birth (Um segundo por dia, desde o nascimento)

12 Fabulosas "Printables" de Verão (Cartões & Tags para festas com o tema Verão)

180 Cartazes Pra Sair da Fossa (Tumblr)

imagem: weheartit

sexta-feira, 26 de julho de 2013

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Como é difícil ser meu amigo



Dia 20 de Julho foi comemorado o Dia do Amigo (pelo menos aqui, no Brasil¹). E eu me peguei na reflexão do quanto é difícil ser meu amigo. Aqueles que se esforçam na missão de manter amizade comigo vão concordar, pois vejam só...

Em primeiro lugar, eu não ligo, ou melhor, eu mal mantenho contato telefônico com algum deles. É. Não sou muito atenta a essas coisas e até já recebi algumas 'cutucadas' por causa disso. E apesar de tentar ser melhor. Não consigo.

Em segundo lugar, eu não consigo marcar nada para (re)encontrá-los. Sério. Eles precisam de muito jogo de cintura e paciência para marcar qualquer coisa comigo. Quem é felizardo de ganhar um encontro desses, sabe o quanto 'batalhou' para conseguir...

Em terceiro lugar, sou muito desligada, desatenta mesmo, vocês sabem. Não lembro o dia dos aniversários, não sei os números de telefone. Muitos dos meus amigos, somente vão conseguir falar comigo pela internet - e olhe lá.

Daí, fico pensando: por que vale a pena ser meu amigo? Por que tem gente que sempre lembra de mim? Que manda mensagem? Que se preocupa? Que fica feliz com minha felicidade? Gente que é paciente com a minha falta de noção, de atenção e de tempo? Por que?

Bom, acho que porque a felicidade, sucesso, e brilho deles bate em mim e me deixa ainda mais radiante. Sou feliz com a alegria deles, e isso me faz bem de verdade. Sinto maior orgulho do sucesso de cada um, como se fosse o meu. Deve ser também, porque a ausência não me afasta nem um pouco do sentimento que a amizade promove em mim. Quero-os sempre bem. Talvez seja pelo fato de que apesar da demora em (re)encontrar, a cada encontro é como se a gente tivesse se visto ontem. Porque existe algo que o tempo não pode levar da amizade: a intimidade, a empatia e a admiração. E cada um deles sabe, que quando possível, meus ouvidos serão sempre deles, ouvindo os lamentos, as histórias, ou qualquer outra coisa que eles quiserem falar, desabafar ou ficar em silêncio.

A verdade é que eu não sei bem porque tem gente que insiste em ser meu amigo. Mas o que posso fazer é agradecer. Agradecer a paciência e a insistência em manter qualquer tipo de relacionamento comigo... porque né?! Não sou esse 'passeio no parque' que todo mundo pensa. E os meus amigos, sabem bem disso.

"Não preciso de data marcada para dizer o quanto vos quero bem. O quanto a vossa felicidade me alegra. O quanto o vosso sucesso me anima. Vocês são grande parte da minha inspiração e eu sou feliz por ser rodeada por gente tão boa, tão legal, tão divertida e tão amiga". Feliz dia do amigo de sempre (pra sempre)

:)


¹ Quando me refiro "aqui no Brasil" é porque - por incrível que pareça - tem muita gente de outros países passando por aqui.

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Carta às novas mamães - O que ninguém teve coragem de te contar

Você está grávida e, com certeza provavelmente, muitas "veteranas" nesse assunto, sentem-se na obrigação de te ensinar como cada coisa deve ser. De lhe avisar para dormir bastante agora, ou de aproveitar bastante o tempo que lhe sobra hoje, porque depois que chega o bebê, bom, vocês já sabem... dentre outras coisas até mais íntimas, sendo que a maioria desses "contadores de histórias" jamais teve alguma intimidade com você, ou com sua família para se expor, ou lhe expor dessa maneira.

O que quero dizer é que, não adianta. Por mais que queiram te ensinar, te explicar e te encher de expectativas, a maternidade está muito além daquilo que dizem por aí.

Esqueça, por exemplo, que dormir muito agora vai adiantar de alguma coisa, o cansaço que você vai sentir será em um nível tão alto (mas tão alto) que parece que você nunca chegou a dormiu na vida. Mas, a verdade, é que acordar para amamentar as 3 horas da madrugada - ou de 3 em 3 horas - não é esse bicho todo, mesmo pós-cesárea.

Não dispense qualquer tipo de ajuda. Sua mãe, sua sogra, seu marido, a família em si, deseja ajudar? Permita! É certo que o parto normal permite que você se recupere muito - mas muito mesmo - mais rápido. E mesmo assim, toda ajuda (da família e de quem você confia) é bem vinda. A sua dedicação será toda e completa para aquele serzinho recém-chegado. Por isso, permita ser cuidada também.

Não esqueça de dar atenção ao seu esposo. É certo que ele tem consciência que aquele bebezinho será o centro das atenções, inclusive da dele. Mas, as vezes, uns 20 minutinhos de boa conversa com seu cônjuge enquanto o bebê tira aquela soneca alegra o dia. Cultive esses momentos!

Mantenha a calma. É, principalmente, quando uma criança nasce que a gente aprende que aquele ditado "a gente casa com a família" é a mais pura verdade. Tente manter a essência da sua família (você, seu cônjuge e o bebê) ao máximo, mas sempre com cordialidade. Cuidado para não machucar quem mais quer vos ajudar.

Você, provavelmente, vai ficar triste e, talvez, se sinta só. É normal. Não se culpe, e, vá por mim, essa é a parte mais difícil. Você tem o melhor presente do mundo nos seus braços? Tem. É claro que tem. Mas não sinta-se mal em sentir um pouco de tristeza, ou mesmo se não souber o que fazer.

Outra mentira estória que inventam por aí é que maternidade é instinto. Sim! Tem muito disso. Mas tem hora que você não sabe mesmo o que fazer e ponto. O instinto nessa hora manda você procurar quem confia, ligar para o pediatra, ou acessar o Google.

Não importa o que digam, AMAMENTE! Se possível, somente leite materno até os 6 meses. Muitos vão dizer que o leite materno não alimenta tanto assim. Que é só um lanchinho. Mas a verdade é que você verá a diferença que o leite da mãe faz na vida da criança... No entanto, se no seu caso, o leite não for suficiente (também tente esquecer um pouco da estória que cada mãe tem o suficiente para seu filho, talvez não tenha; e por isso é bom ficar atenta) não se intimide em dar fórmula ao seu bebê, os cientistas da Nestlé estudaram bastante para isso. Pode confiar! Mas somente se for o caso. Valorize o seu leite.

Ah, e amamentar não é instintivo. Não! Você não nasce sabendo. Por isso, preste atenção quando a enfermeira, pediatra, médico, for lhe ensinar. Amamentação é um aprendizado e que boa parte você aprende com seu filhotinho. E sim! Dói! É claro que isso não é universal. Mas, é muito provável que mães de primeira viagem sintam bastante incômodo. Mesmo assim, não desista da amamentação. A dor chega e passa antes do que você imagina. Isso, se você (como eu) sentir dor. Pode não sentir. Simples assim.

Não compare seu bebê com nenhum outro. Tome essa posição. Muitos irão lhe dizer que o bebê de fulana é tão maior, ou mais gordinho, ou menos, enfim, tente 'não ouvir' esse tipo de "asneira". É! Desculpem a grosseria. Mas chegar para uma mãe recém-nascida e falar esse tipo de coisa... faça-me o favor! Além disso, cada criança tem seu jeito, seu tempo, seu biotipo e sua carga genética. Além das influências do meio e por aí vai. Não dá pra comparar! Por isso, tente absorver o mínimo quando uma pessoa maluca dessas vir com esse tipo de conversa.

Prepare-se! Pois seu coração jamais sentiu tanta alegria quanto a que você sentirá a partir de agora. Porque mãe né?! Fica feliz até com o cocô do seu rebento (é sério!), rsrs. Mas, é isso mesmo. É uma alegria e uma enxurrada de sentimento que só aumenta a cada dia. Tem amor, paixão, compreensão e compaixão que não acabam. Sim! A mulher muda. Torna-se mais humana, e mais certa da existência de um Deus Criador (pelo menos é assim que penso!). A maternidade nos faz conhecer um lado nosso que provavelmente nem sabíamos que estava aqui. Além disso, melhora todos (quando eu digo 'todos', são todos mesmo!) âmbitos da vida do casal.

Não importa o que dizem, nem mesmo o que eu disse aqui, o que você irá viver daqui pra frente é incomparável.

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Textos incríveis para o começo da semana

Olá passarinhos, tudo bem?

Sabe quando a gente lê um texto e se sente no 'dever' de compartilhar? Pronto. Assim me sinto em relação a muitos assuntos que trato no blog, vocês já repararam. Por isso, resolvi criar um espaço para compartilhar textos que me tenham sido inspiradores e/ou animadores. E espero que vocês leiam, curtam e compartilhem também. Se assim acharem devido.

Para começar, quis trazer, dois textos legais sobre assuntos diferentes. Mas, de igual forma, inspiradores.



E vocês? O que tem lido de legal? Compartilhem comigo também (:


quarta-feira, 10 de julho de 2013

Checklist de Aniversário para download

Quando eu estava planejando o aniversário do Pietro passei meses a base de listas, até já comentei por aqui que na hora 'h' esqueci das listas e por causa disso alguns imprevistos aconteceram.

Cheguei a pesquisar no Google para saber se tinha algum arquivo pronto para baixar, a fim do nos ajudar nesse sentido. Encontrei alguns, é verdade, mas nenhum suficientemente simples e acessível. Na verdade, muitos deles me deixavam ainda mais confusa.

No meio dessas pesquisas, encontrei no Vida Materna um arquivo em pdf de um Checklist de Aniversário prontinho, bonito, arrojado, de fácil entendimento, enfim, acessível; apenas pra gente imprimir e acompanhar.

E como vocês sabem que adoro festa, tratei logo de salvar por aqui. Além disso, resolvi compartilhar aqui no blog para qualquer um que se interessar e precisar.


Quem desejar imprimir, tem a versão em pdf.

Boa festa \o/

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Experiência: Delikata

Não lembro de como conheci a Delikata, mas certamente foi pela internet. Próximo ao aniversário de Pietro e louca para fazer uma comemoração na empresa - já que é lá que ele sempre passa a maior parte do tempo - resolvi ligar para a Delikata a fim de encomendar um kit festa legal.
Achei o máximo conseguir ver todas as opções em vistosas imagens no site da loja. Uma semana antes do aniversário do pequeno encomendei tudo direitinho. A funcionária me atendeu simpaticamente e fiquei com aquela sensação de que já conhecia a empresa e era cliente a séculos. Aquela sensação de pessoalidade que algumas (poucas) empresas conseguem nos oferecer.
Qual foi a minha surpresa quando no dia e na hora marcada, chegou o kit bem organizadinho. Brigadeiros e beijinhos fresquinhos, coxinhas, pasteis e outros salgados quentinhos, humm... tudo uma delícia de ver e de comer. Fiquei encantada com o sabor, mas principalmente com a pontualidade.

Na nossa última festa junina, voltei a encomendar com Delikata, era época de protestos, greves e tudo mais que vocês já sabem; por causa dessa confusão tivemos um contra-tempo e o pedido atrasou. Ao ligar para a empresa percebi o quanto eles estavam incomodados com o acontecimento, tanto que foi possível sentir e enxergar o esforço deles para entregar o mais próximo do prazo e não atrasar a festinha daqui.
A honestidade e simplicidade em compartilhar o acontecido e agir para resolver o problema fizeram com que minha confiança e admiração pelo trabalho deles crescesse ainda mais.

A Delikata é especializada em doces, salgados e tortas, tudo muito delicioso. Ela conta com duas lojas, uma em Olinda e a outra, recém-inaugurada, em Casa Forte. Conta com serviço delivery, muito ágil por sinal. Além disso, é comum a empresa postar na página no Facebook diariamente, garantindo a atualização das delícias que estão na loja, ou a disposição para pedidos.

É uma empresa que indico sempre e que confio e adoro o serviço.



Este post conta uma experiência, não é publieditorial.

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Blogs, o que tenho lido por aí

Como vocês sabem, gosto bastante de acompanhar e ler blogues. A minha lista de Leitura Diária (ali no canto direito) é realmente 'diária'. Gosto muito de acompanhar, salvo postagens, leio novamente, favorito, imprimo. Gosto mesmo de ler gente que traz algo legal, diferente, e importante para meu dia.
Por isso, resolvi compartilhar com vocês três blogues que têm esse influência positiva na minha vida, e que tenho lido diariamente nas últimas semanas.

O 1º é o blog Vida Organizada.
Eu já compartilhei alguns textos de lá, aqui; já imprimi para servir de base para minha organização diária, do lar e no trabalho. Eu já indiquei para amigos que estão em busca de se organizar também. Enfim, encontro nele bons textos, além de dicas muito úteis.
A leitura é muito simples e a Thais - a idealizadora - desmitifica a ideia da organização nos apresentando maneiras eficazes, e em nada difíceis, de se organizar.
Creio que é esse blog que vou indicar sempre que alguém vier me contar problemas para deixar tudo certinho em casa e/ou em outros ambientes. Pois, é um dos melhores guias que encontro na internet.



O 2º, é o Casa com Amor.
Sou realmente encantada por festas infantis e foi pesquisando para o aniversário do meu pequeno que encontrei o Casa com Amor. E não parei mais de visitar. A Lahna adora decorar festas infantis e pequenos espaços. Suas ideias e sua criatividade é sempre inspiradora. Por isso visito quase todo dia justamente para me inspirar. Além disso, ela traz uns tutoriais bem acessíveis e fáceis de fazer. É blogue com muito amor.




O 3º, e não menos importante, é o Acredita Bonita!
Esse o blogue da Penélope Nova, aquela apresentadora da MTV Brasil, que tenta desmitificar várias teorias sobre dieta e treino. Ela mesma já foi adepta de variados tipos de dieta, e de estilos de vida; através do blogue tenta mostrar que para ter 'aquele corpinho saudável e sarado' só depende da nossa força de vontade e ação. Gosto muito de como ela escreve, parece uma conversa cara a cara, e de suas explicações sobre alimentação e treino. A leitura tem me servido de inspiração justamente para minha incessante luta entre a preguiça/cansaço vs. desejo/obrigação de me cuidar.



Tempo

Ilustração: Freepik Tempo, não desejo que passes devagar. Tão pouco concordo em passares rápido demais. Apenas passe no seu tempo e n...