Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2016

In - gratidão

Imagem
Por esses dias, embarquei num congestionamento (um percurso que deveria durar 20 minutos, 30 minutos no máximo, levou 1h40min da minha volta pra casa) que deixou meus nervos a flor da pele; dolorida, estressada e preocupada com as crianças (os dois dentro do carro, juntamente com a avó e a tia).

Fiquei boa parte do percurso reclamando em meus pensamentos. Estava exausta. O dia tinha sido difícil. A tpm estava sendo cruel comigo. E tudo isso junto causou no meu pensamento a maior série de reclamações da história (tenho tido muitas 'séries de maiores reclamações da história' ultimamente), e dramática como sou fiquei a ponto de - como dizemos aqui - arregar.

arregar - Ceder, desistir, não querer continuar, dar-se por vencido.
No entanto, meu temperamento pode ser pessimista, depressivo e dramático, mas da mesma forma - ou mais! -, é imensamente teimoso e (mesmo que muitas vezes eu ache que não) persistente. Veio como um sopro em meus pensamentos: - mas como você está sendo ingrat…

Voltei, e agora é pra ficar

"Porque aqui/ Aqui é meu lugar".

Então que esse negócio de 'outra conta, outro blog' não rolou. Eu simplesmente não consigo produzir. Não que voltar ao RADIANTE garanta que terá post frequentemente, mas sabe aquele negócio de 'voltar ao lar'? Voltar ao seu lugar aconchegante? É isso que estou sentindo com o Radiante. Então, que volto a postar daqui.
Aproveitei e trouxe a postagem do problema de saúde pós parto que tive, e que estou tratando. Achei importante ter disponível para leitura aqui.
No mais, é isso. O bom filho, a casa retorna.

Um post sobre minha recuperação

Imagem
Na última semana, lendo um dos blogs que tenho costume de visitar, o Fêliz Com a Vida, a Fê Neute lançou um texto com a seguinte pergunta no final: o que faz você ser feliz com a vida?
Refleti sobre o assunto e apesar de ansiar por diversas coisas ultimamente que creio que me trariam ainda mais felicidade, sei que HOJE, o que me faz feliz com a vida - sem dúvidas - é ter saúde para estar com minha família.

Mediante a tudo que aconteceu comigo nos últimos três meses, ESTAR VIVA, sem qualquer sequela, é a maior gratidão que tenho. É por isso que esta semana, em que fazem exatamente três meses do acontecido, resolvi escrever sobre o assunto, que para nós - como cristãos - foi um milagre onde todo o cuidado de Deus se mostrou imenso e imutável. 

// O QUE ACONTECEU COMIGO //
No início de janeiro passei alguns dias sentindo dor de cabeça e alguma tontura. Já tinha um tempo que eu não andava tomando meus remédios (da tireoide¹) direito e vinha sentindo alguns tremores. Além disso, eu acredita…