Páginas

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Desabafo sobre a rotina


É normalmente na fase do mês de mais gasto do meu corpo (tpm) que eu repenso minhas condições "rotinescas". É que eu percebo o quanto de peso tenho carregado e é quando desejo que tudo mude de uma hora pra outra.

Mas sabemos que não é bem assim.

Eu tento incorporar a organização na minha vida, mas a constância não é minha amiga. E eu sei bem que é cultivando dia após dia que se cria o hábito. Mesmo sabendo das teorias todas, eu não sou lá boa seguidora. Minha rotina funciona. Loucamente, mas funciona. Porém é pesado! Não é fácil! E depois de ter incorporado mais uma criança ao dia a dia, mel Déus!!, nem te conto de tão duro que ficou.

Das coisas que penso, morar mais próximo ao trabalho - e a escola do maior, faculdade do marido, etc - é sempre o 'salvador da (minha) pátria'. O que pode não ser verdade no dia em que isso finalmente acontecer. Porque eu tenho fé que VAI acontecer.

Eu posso conversar com milhões de pessoas, relatar meus problemas, minhas dificuldades; e sei que as "soluções" que vão me arrumar são as mesmas. Aquelas que eu até já sei. E que eu até daria de conselho. Mas uma coisa que aprendi, e que ando aprendendo, é que o estilo de vida de cada família, é diferente de casa pra casa. O meu estilo de vida é TOTALMENTE diferente do da casa da minha mãe, por exemplo; mesmo que eu tenha vivido lá por mais de 20 anos.

Enfim, o fato - e o desabafo - é para relatar o fato que estou exausta. Sinto o peso da rotina cada vez mais forte a cada semana, e durante esses dias de inconstâncias hormonais, fico pior ainda.
Mas sei que vai melhorar. Cada dia de uma vez. Até que chegue mais dias ruins, até que chegue os dias bons. E assim vamos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário