Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2017

Os maus dias da maternidade

Sabe, tem dias que a maternidade é mais pesada que em outros.
É cansativo. É triste. E é 'castigante'.

É claro que a gente dá um jeito. Dá um jeito de vencer, dá um jeito de satisfazer nossa cria. Dá um jeito de tirar um sorriso e de acolher num abraço.

Mesmo que seja você quem precise (naquele momento) de atenção, de carinho, de cuidado. Mesmo assim, você se doa, se transforma, se reinventa. E apesar de todo o cansaço, do coração quebrado, da incompreensão, (quase sempre) parceira da maternidade. Mesmo assim.

E apesar do enfim, é na própria maternidade que encontramos o alívio, a alegria e a justificativa, pra continuar no caminho. Seguindo.

***

Se não tivesse nenhuma obrigação hoje, o que você faria?

Imagem
Numa realidade com filhos, eu queria acordar em um horário em que eu me sentisse DESCANSADA. // Queria tomar o café da manhã em uma cafeteria - ou padaria - gostosa e aconchegante. Com certeza, eu passaria a manhã em casa, assistindo desenhos com as crianças e brincando de qualquer coisa que eles quisesse. Poderia levá-los a um parque ou ao zoológico. // O almoço seria em um lugar que servisse frutos do mar deliciosos. Numa orla de Recife. A tarde, destinaria exclusivamente ao marido. Faríamos uma MARATONA de Cinema. E não me importaria se entrasse pela noite. // Para o jantar, uma hamburgueria artesanal ou um restaurante italiano.  Ainda teríamos umas horas da noite para namorarmos sem interrupções. Tranquilamente e sem pressa. E sem medo de falar alto. // Ainda assim, faria questão de dormir em casa. Com as crianças. Em nosso acampamento improvisado.

//
É mais ou menos assim que penso como seria um dia PERFEITO SEM OBRIGAÇÕES. Quem quiser responder a este questionamento, fique a vo…